cineclick-logo
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • Fale Conosco|Política de Privacidade
    © 2010-2020 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    20º Festival de Curtas de São Paulo anuncia vencedores

    Por Da Redação
    30/08/2009

    Em cerimônia realizada na noite desta sexta-feira (28/8) com apresentação da atriz Alice Braga (Ensaio Sobre a Cegueira), foram anunciados os resultados da 20ª edição do Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo.

    Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo exibiu mais de 400 filmes, de 55 países, em sua 20ª edição, realizada 20 a 28 de agosto, em 11 salas da capital paulista, além de itinerância que ocorrem no Rio de Janeiro, Recife e São Carlos (SP) exibindo filmes das mais diferentes linguagens.

    Apesar de não ser competitivo, o festival levanta as preferências do público por meio de uma pesquisa realizada em todas as sessões. O resultado, com os dez títulos internacionais e os dez brasileiros favoritos do publico, serve de base para que parceiros do festival escolham os títulos para suas premiações.

    Os dez curtas-metragens internacionais (em ordem alfabética) mais votados pelo público foram:

    A Terra em que Pisamos, de Rene Hernandez (Austrália)
    Baba, de Zuzana Kirchnerová-Špidlová (República Tcheca)
    Sissabor, de Pablo Gonzalo Pérez (Argentina)
    Dois Pássaros, de Runar Runarsson (Islândia)
    Franguinha, de Michal Socha (Polônia)
    Homem de uma Nota Só, de Daghan Celayir (Turquia)
    Lars e Peter, de Daniel Borgman (Dinamarca)
    O Mar, de Maricarmen Merino (Costa Rica)
    Skhizein, de Jeremy Clapin (França)
    Viagem ao Redor de Meu Quarto, de Olivier Smolders (Bélgica/ França)

    Também em ordem alfabética, estes são os curtas-metragens brasileiros eleitos pela audiência:

    A Casa dos Mortos, de Débora Diniz (DF)
    A Guerra de Arturo, de Júlio Taubkin e Pedro Arantes (SP)
    Fractais Sertanejos, de Heraldo Cavalcanti (CE)
    Minami em Close-Up – A Boca em Revista, de Thiago Mendonça (SP)
    Nº 27, de Marcelo Lordello (PE)
    No Tempo de Miltinho, de André Weller (RJ)
    Nós Somos Um Poema, de Sergio Sbragia e Beth Formaggini (RJ)
    O Divino, De Repente, de Fábio Yamaji (SP)
    Olhos de Ressaca, de Petra Costa (SP)
    Superbarroco, de Renata Pinheiro (PE)

    De caráter não-competitivo, o Curta Kinoforum - Festival Internacional de Curtas-Metragens de São Paulo estimula parceiros do evento a conceder premiações que resultem na maior difusão e circulação das obras contempladas. Ainda organiza, com empresas da área de infra-estrutura audiovisual, o Prêmio Revelação, exclusivo para produções dos cursos de cinema participantes da seção Cinema em Curso e do Panorama Brasil 9.

    O realizador da obra vencedora recebe, para uma próxima produção, transfer da Megacolor, locação de equipamentos da Quanta, diárias de câmera Red One da Cavallaria, finalização e preparação do material para transfer da Módulos, mixagem 5.1, edição de som e print master dos Estúdios Mega, latas de negativo para transfer da Fuji, licença Dolby para curta-metragem, apoio técnico com a cessão de câmera e acessórios, serviço de mixagem e primeira cópia em 35mm do CTAv/MinC. O júri, indicado pelas empresas parceiras que oferecem o prêmio, foi formado pelos críticos Cássio Starling Carlos, Ana Martinelli – do Cineclick - e Francis Vogner. O vencedor foi o curta-metragem Pescaria de Merda, do Coletivo Santa Madeira da Universidade SENAC

    O Prêmio Canal Brasil de Incentivo ao Curta-Metragem - o prêmio aquisição de R$ 10 mil para o filme escolhido pela emissora, entre os mais votados do público na Mostra Brasil – foi para No Tempo de Miltinho, de André Weller (RJ). O Prêmio TV Cultura (prêmio aquisição no valor de R$ 5 mil para o curta-metragem de maior destaque dentre os exibidos no Panorama Paulista), de acordo com o júri nomeado pela emissora o filme premiado, é Teresa, de Paula Szutan e Renata Terra Cunha, que também foi premiado no último Festival de Cinema de Gramado, realizado no início do mês no Rio Grande do Sul. O Prêmio Teleimage foi para A Guerra de Arturo, de Júlio Taubkin, Pedro Arantes (SP), e Fractais Sertanejos, de Heraldo Cavalcanti (CE).

    O Prêmio Aquisição Espaço Unibanco - seleção de até quatro curtas-metragens a serem contemplados com um prêmio de R$ 1 mil cada, entre os exibidos na Mostra Brasil, e exibição em circuito comercial – foi para Nº 27, de Marcelo Lordello - (PE); Nós Somos Um Poema, de Sergio Sbragia e Beth Formaggini (RJ); e Olhos de Ressaca, de Petra Costa (SP). O Prêmio CTAv (uma cópia legendada para dois filmes selecionados entre os preferidos do público dentre os exibidos na Mostra Brasil) foi concedido aos curtas A Guerra de Arturo, de Júlio Taubkin, Pedro Arantes (SP), e Fractais Sertanejos, de Heraldo Cavalcanti (CE). O troféu Coelho de Prata ao curta de maior destaque da programação do festival com a temática da diversidade sexual, segundo decisão da equipe Mix Brasil, foi O Divã, de Madeleine Olnek.