cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    A.I. estréia nos EUA

    Por Da Redação
    01/07/2001

    O aguardado Inteligência Artificial estreou este fim de semana nos Estados Unidos e recebeu elogios da crítica.

    O filme é um projeto que Stanley Kubrick começou nos anos 80, a partir do conto Super-Toys Last All Summer Long, de Brian W. Aldiss. Antes de sua morte, em 1999, Kubrick passou a bola para Steven Spielberg. Além da amizade entre os dois diretores, o que levou Kubrick a escolher Spielberg teria sido sua habilidade em trabalhar com efeitos especiais e sua sensibilidade mais emotiva, em oposição ao estilo mais frio de Kubrick.

    O filme se passa num futuro próximo, numa Terra onde as condições de vida estão difíceis. Haley Joel Osment (o menino de Sexto Sentido) está no papel de David, o primeiro robô programado para amar incondicionalmente. Ele é entregue a um casal para substituir o filho que está doente e que foi congelado à espera de uma cura. Quando o garoto sara, a família tem que se desfazer de David, que seria então destruído por quem o construiu. Só que a mãe, que se apegou ao robô, não quer que David seja destruído e o abandona numa floresta, deixando a orientação de que evite os humanos. David agora quer se tornar um humano para poder ser aceito de volta. Na sua jornada, conta com Gigolo Joe (Jude Law), um robô construído para fins sexuais, e tem que enfrentar os perigos existentes por ser desprezado pela humanidade.

    Segundo os críticos, o filme é bastante perturbador e é do tipo "ame ou odeie", pois traz traços bastante opostos de Kubrick e Spielberg, a frieza e intelectualidade de um com o sentimentalismo do outro.

    As atuações de Haley Joel Osment e Jude Law foram elogiadas, bem como o trabalho da equipe que direção de arte. Vale citar que Kubrick acreditava que não seria possível achar um garoto capaz de uma atuação à altura do personagem, e imaginava que o robô David só tomaria vida com efeitos especiais semelhantes aos que criaram os dinossauros de Spielberg nos filmes Jurassic Park.