cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    A Lição de Moremi: cultura do estupro é debatida em drama baseado em fatos

    Longa original da Netflix está entre um dos mais assistidos da plataforma
    Por Thamires Viana
    10/11/2020

    A Lição de Moremi, drama nigeriano que chegou recentemente à Netflix, está em alta no catálogo com uma história emocionante baseada em eventos reais. Trazendo um debate impactante sobre a cultura do estupro ao redor do mundo, o longa acompanha Moremi, uma estudante que sofre uma tentativa de estupro de um professor universitário e decide denunciar o caso.

    Dirigido por Kunle Afolayan, o filme traz uma narrativa comovente que estende a discussão sobre o assunto, indo muito além das fronteiras da Nigéria, país onde é ambientado.

    Conheça mais sobre A Lição de Moremi:

    Trama

    A história acompanha Moremi, personagem da atriz Temi Otedola, uma jovem universitária determinada e estudiosa que denuncia o professor Lucien N'Dyare, vivido por Jimmy Jean-Louis, após uma tentativa de estupro. O grande problema é que a acusação não é levada em consideração por muitos, já que o profissional é um dos mais admirados e respeitados do campus. Boa parte da história é contada em um tribunal, no qual as autoridades ouvem depoimentos e recolhem provas para determinar o desfecho do caso.

    Abordagem

    A Lição de Moremi cria uma reflexão necessária sobre a cultura do estupro ao explorar em detalhes a verdade por trás do ocorrido, enquanto faz do caso de Moremi um reflexo dos inúmeros outros que acontecem ao redor do mundo e acabam sem a devida justiça para a vítima.

    Além disso, a união da ótima direção de Afolayan com o roteiro escrito por Tunde Babalola, cria uma atmosfera densa e repleta de diálogos imponentes para conduzir sua narrativa altamente convincente.

    Inspiração

    Segundo um artigo da Pulse.ng (via Distractify), o diretor Kunle Afolayan se inspirou no documentário Sex for Grades, lançado em 2019 pela BBC Africa. A produção acompanha o trabalho de investigação de um grupo de jornalistas que se matricularam na Universidade de Lagos, na Nigéria, e na Universidade de Gana, para averiguar casos de má conduta sexual por parte dos profesores das instituições. 

    O que o grupo descobriu é que três homens - Dr. Boniface Igbeneghu, o professor Ransford Gyampo e o Dr. Paul Kwame Butakor - se envolveram em atos de assédios e abusos sexuais contra alunas. As investigações foram iniciadas e afastaram os envolvidos de suas funções. 

    Trailer oficial