cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Há 28 anos, 'A Lista de Schindler' marcou o cinema

    Filme dirigido por Steven Spielberg sobre o nazismo foi um fenômeno e merece ser celebrado
    Por Da Redação
    30/12/2021 - Atualizado há 21 dias

    Não é incomum encontrar em listas de "melhores filmes de todos os tempos" o título A Lista de Schindler

    O drama histórico norte-americano lançado em 1993, dirigido por Steven Spielberg, é tido como um verdadeiro clássico moderno e por isso deu ao renomado diretor sua primeira estateta do Oscar.

    E considerando que, em breve, o filme estará alcançando quase três décadas de existência, o Cineclick resolveu relembrar dessa obra-prima que marcou a história do cinema. 

    A trama de A Lista de Schindler

    A trama se passa no ano de 1939, quando o empresário alemão Oskar Schindler (Liam Neeson), membro do Partido Nazista, começa a utilizar trabalhadores judeus em seus negócios, no ápice da Segunda Guerra Mundial. 

    Para isso, ele consegue inúmeras autorizações para levar judeus às fábricas, com isso, tirando-os dos campos de concentração localizados na Alemanha. Contudo, o empresário acabou perdendo tudo o que tinha — embora tenha salvado mais de 1000 judeus durante o Holocausto. 

    Baseado no romance Schindler’s Ark escrito por Thomas Keneally, o filme foi gravado em preto e branco para ressaltar a carga dramática da história baseada em fatos. 

    Um grande filme sobre um grande assunto

    Incrível e terrivelmente realista, o filme faz um excelente trabalho ao retratar toda a crueldade vivenciada pelos grupos alienados e aprisionados nos campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial. Em preto & branco, essa marca é responsável por transformar a história em narrativa em, praticamente, um documentário. 

    Sem poupar detalhes para tornar a experiência de assisti-lo ainda mais intensa, seu efeito é atemporal. Uma obra que não homenageia apenas os sobreviventes, A Lista de Schindler ainda provoca discussões sérias sobre o que acontece quando um povo é liderado por um tirano. 

    Mas apesar de toda a representação de dor, um dos grandes exemplos que o filme deixa é a importância de ajuda o próximo. Embora com intenções claras, Oskar promove uma verdadeira libertação de pessoas e comunidades que sofreriam a pior das consequências.

    Um show de Liam Neeson

    O elenco inteiro de A Lista de Schindler está sensacional, mas o trabalho de Liam Neeson merece elogios a parte.

    Protagonizando o filme, Liam carrega nas costas toda a situação vivida pelo empresário, tal qual suas contradições e a transformação que ocorre em sua vida. Antes um oportunista, ele vai mudando ao decorrer dos minutos da produção.

    E é justamente no momento em que ele se depara com os horrores causados pela Segunda Guerra Mundial, sua postura começa a mudar ao ponto de arriscar todo o seu negócio apenas para salvar os grupos perseguidos pelos nazistas. 

    Além dele, Ben Kingsley e Ralph Fiennes estão impressionantes como o contador judeu e o oficial da SS Amon Göth, respectivamente.

    'A Lista de Schindler'Reprodução

    Mexendo cabeças

    Além do sucesso crítico e comercial, o filme mexeu com a cabeça de influentes e poderosas figuras, dentro e fora de Hollywood. Um pouco após seu lançamento, a apresentadora Oprah Winfrey e o, então, presidente Bill Clinton praticamente imploraram aos americanos que vissem o filme 

    O cineasta Billy Wilder também chegou a escrever uma carta a Spielberg após ter visto o filme. "Eles [os produtores] não poderiam ter conseguido um homem melhor. Este filme é absolutamente perfeito", disse a mensagem.

    O sucesso de A Lista de Schindler também fez com que Stanley Kubrick abandonasse seu próprio projeto sobre o Holocausto. Segundo ele, nada mais faria sentido após ter sido impactado pela obra de Steven.

    Honrarias

    Atualmente, é possível ver A Lista de Schindler em algumas das principais seleções de melhores filmes de 1993 — ou de todos os tempos —, como: 

    • Os 100 melhores filmes de todos os tempos, da Revista Time, em 2005;
    • 100 melhores filmes dos últimos 100 anos, da Time Out;
    • 100 filmes mais imperdíveis do século, de Leonard Maltin;
    • Ficou em 9º lugar na lista de melhores filmes de todos os tempos e em 4º lugar nos melhores filmes de guerra, duas seleções diferentes do Channel 4;

    Até mesmo o Vaticano nomeou o filme como um dos 45 mais importantes de todos os tempos. E em 2004, a Libraria do Congresso Americano tombou o filme como patrimônio histórico.

    Veja onde assistir 'A Lista de Schindler'

    A produção Oscarizada e lendária de Steven Spielberg está disponível em muitos streamings. Atualmente, ele pode ser visto nos catálogos da Netflix, Telecine Play, Net e Claro NOW e Oi Play.

    Além disso, ele também pode ser alugado pelo Claro Video, Google Play e Apple TV+, e comprado pelo Google Play Filmes.

    Leia também