cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Activision não quer filme de Call of Duty, afirma presidente da empresa

    Presidente da empresa afirma que filme poderia sujar a valiosa marca.
    Por Felipe Minozzi
    11/01/2013

    Nos anos 90, Bobby Kotick comprou a Activision e conseguiu transformar a empresa, que andava mal das pernas, em uma das maiores e mais rentáveis produtoras de videogames da atualidade, com títulos como Diablo, World of Warcraft e a série Call of Duty.

    Esta última é uma das franquias que mais arrecada dinheiro ao redor do mundo. Hoje em dia, isso significa que, mais cedo ou mais tarde, uma adaptação para o cinema surgirá. Mas se depender de Kotick, isso não vai acontecer.

    Kotick falou ao New York Times: "Filmes baseados em videogames raramente agradam aos fãs mais devotos, e podem sujar a marca." Finalmente, alguém sensato!

    O site MovieLine deu ainda quatro motivos adicionais que fazem todo o sentido: A Activision não precisa do dinheiro e não precisa de mais trabalho; ninguém que joga liga tanto assim para o roteiro (a maior parte dos jogadores estão no multiplayer online) e, em alguns aspectos, os jogos são muito mais imersivos do que um filme poderia ser.

    Obviamente, várias propostas já foram feitas, e Kotick continua negando firmemente. Talvez esta seja a melhor decisão que ele já tenha tomado no comando da empresa.