cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Romance, cachorros e fim do mundo: o que assistir enquanto espera Amor e Monstros

    Elogiado pela crítica, Amor e Monstros estreia em abril - confira mais sobre o longa e o que assistir enquanto o filme não chega
    Por Da Redação
    22/03/2021 - Atualizado há 4 meses

    No dia 14 de abril, estreia na Netflix o filme Amor e Monstros (2020), com Dylan O’Brien, conhecido por seus papéis em Maze Runner (2014, 2015 e 2018) e Teen Wolf (2011-2017). Indicado ao Oscar 2021 de Melhores Efeitos Visuais, o filme atualmente tem invejáveis 92% de aprovação no Rotten Tomatoes e promete conquistar muita gente quando chegar ao streaming.

    O longa conta a história de Joel Dawson (Dylan O’Brien). Sete anos após  um verdadeiro apocalipse de monstros, que destruiu completamente o mundo como conhecemos, ele e o resto da humanidade vivem em comunidades localizadas no subsolo, enquanto as criaturas invasoras dominam a superfície. Tudo muda quando Dawson consegue entrar em contato com Aimee (Jessica Henwick), sua namorada da época do colégio, e decide ir atrás dela. O problema é que ela está a mais de 120 km de distância e o único caminho é pela superfície.

    Engana-se quem acha que é mais um filme de ação clichê do fim dos tempos. Apesar de contar com grandes monstros e o clima apocalíptico como fio condutor, o longa se diferencia no tom. Não espere um protagonista carrancudo: Joel é o típico millennial com um humor por vezes ácido e com várias  referências pop. No meio de sua jornada, por exemplo, o garoto não perde a oportunidade de comentar que se sente como Tom Cruise.

    Além disso, Amor e Monstros tem uma pegada de filmes de ação dos anos 1980 e 1990 e em alguns aspectos pode lembrar outro grande sucesso da Netflix, a série Stranger Things (2016 - Atual). Tem também o fato de o grande companheiro de Dawson ser um cachorro (chamado Boy), que traz um quê de Eu Sou a Lenda (2007).

    Mas não para por aí. Por isso, se você ficou com vontade de assistir ao filme, confira produções têm tudo a ver com ele enquanto espera o seu lançamento:

    Amor e Monstros | Trailer oficial

    Stranger Things (2016 - Atual)

    Se você ainda não viu Stranger Things, primeiro: prepare já sua maratona!

    A série se passa na década de 1980 e está repleta de referências a clássicos da época. Ela começa com o desaparecimento misterioso de Will (Noah Schnapp), um garoto de 12 anos, que marca o primeiro acontecimento sobrenatural da pequena cidade de Montauk. Conforme seus amigos e família o procuram, eles descobrem que o que está por trás do seu sumiço é muito maior e perigoso do que imaginavam.

    Além de compartilharem o tema sobrenatural e uma vibe anos 1980, Stranger Things e Amor e Monstros também têm outra coisa em comum: ambos contam com os mesmos produtores, Shawn Levy e Dan Cohen.

    Eu Sou a Lenda (2007)

    Em Eu Sou a Lenda, a aposta é no clássico clima sério de fim dos tempos. Nele, acompanhamos Robert Neville (Will Smith), que acredita ser o único sobrevivente de uma epidemia que transformou a humanidade em seres meio zumbis, meio canibais. Enquanto Neville tenta encontrar pessoas que ainda estejam vivas, ele também busca desenvolver uma cura, uma vez que é imune ao perigo. 

    Não dá para assistir Eu Sou a Lenda e não se encantar pela ligação do protagonista com seu fiel companheiro Sam, um pastor alemão que o segue por todos os lados. Então, se você é fã de um filme com bastante ação, sustos e, claro, a presença de um doguinho, essa é uma ótima opção para assistir enquanto espera Amor e Monstros.

    Continua após o anúncio

    Zumbilândia (2010)

    Como o próprio nome já diz, Zumbilândia se passa em um mundo dominado por zumbis. Apesar disso, ainda há pessoas que não foram infectadas e uma delas é Columbus (Jesse Eisenberg), que tem a missão de voltar para a sua cidade e encontrar seus pais. Ao longo da sua jornada, ele encontra personalidades bem diferentes, como Tallahassee (Woody Harrelson), um aniquilador de zumbis, e as irmãs Wichita (Emma Stone) e Little Rock (Abigail Breslin). Além de terem que enfrentar os monstros pelo caminho, o grupo tem que lidar com outra questão: o fato de que aparentemente Little Rock foi mordida e pode se transformar.

    A graça de esperar Amor e Monstros assistindo Zombieland é exatamente o humor em meio ao caos. Espere muita comédia e inevitáveis cenas de ação.

    Orgulho, Preconceito e Zumbis (2016)

    Se para passar esse tempo você quiser optar por algo mais próximo do nonsense, Orgulho, Preconceito e Zumbis pode ser uma escolha interessante. Basicamente, a história dá um giro de 180 graus no clássico romance de Jane Austen. Somos apresentados a uma Inglaterra do século 19 que, depois da peste negra, foi invadida por uma onda de zumbis. Isso faz com que as irmãs Bennet não se restrinjam aos tradicionais conhecimentos em canto e dança para conquistar um bom pretendente. Elas também dominam a arte da guerra - ou da caça a zumbis. Como era de se esperar, Elizabeth é obrigada a formar uma aliança com o Sr. Darcy, que, como no livro, apesar de bonito é extremamente arrogante.

    O filme beira o terror, mas concentra-se na parte da ação, sendo uma boa pedida para quem gostaria de ver personagens famosos da literatura em meio a um apocalipse zumbi.

    O Menino e seu Cachorro (1975)

    O longa se passa em 2024, em um mundo pós-apocalíptico no qual Vic (Don Johnson) é um jovem de 18 anos que tem como principal companhia o cachorro telepático Blood. Ao cruzar um deserto, a dupla encontra uma comunidade subterrânea que seduz Vic e o separa de Blood, tornando-o prisioneiro. A partir de então, Vic tenta escapar a todo custo para se reunir com seu amigo e conquistar sua liberdade novamente.

    O Menino e seu Cachorro pode ser considerado um dos pioneiros para os filmes que se passam em futuros pós-apocalípticos. Por isso, fica a dica se você gosta de produções clássicas e, claro, da boa e velha amizade entre cachorros e humanos.

    Os Mortos Não Morrem (2019)

    Ironia é o que não falta em Os Mortos Não Morrem. em uma cidade pacata, dois policiais - Cliff (Bill Murray) e Ronald (Adam Driver) - começam a investigar uma série de crimes. O que eles descobrem é pior do que poderiam imaginar: os mortos estão saindo dos seus túmulos para voltarem às atividades que praticavam diariamente.

    O grande diferencial do longa está em como a problemática dos zumbis é abordada: ao invés de um grande caos, as pessoas veem a situação como um grande incômodo.

    Continua após o anúncio

    O que achou dessas escolhas para assistir enquanto espera o lançamento de Amor e Monstros? Conte para a gente nas redes sociais.