cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Angelina Jolie retira os dois seios para evitar o câncer de mama

    “Me sinto forte por ter tomado esta decisão que não diminui de nenhuma maneira a minha feminilidade.”
    Por Paulo Cintra
    14/05/2013

    A atriz Angelina Jolie declarou nesta terça-feira (14) que se submeteu a uma dupla mastectomia preventiva, cirurgia para a retirada dos seios. A atitude foi tomado devido a um possível câncer de mama.

    A notícia veio a público por meio de um artigo publicado pela própria atriz no jornal The New York Times. Intitulado “Minha Opção Médica”, o texto fala sobre uma mutação genética de Jolie que implica em um risco de 87% de desenvolver o câncer.

    "Assim que descobri a minha condição, eu decidi tomar a iniciativa e minimizar o risco tanto quanto eu pudesse", afirmou a atriz de 37 anos que após realizar a cirurgia diminuiu as chances da doença para apenas 5%.

    Ela também falou sobre a morte de sua mãe, vítima do câncer em 2007, e disse que a atitude funciona também como uma forma de motivar outras mulheres a superar a doença: “Minha mãe lutou contra o câncer por quase uma década e morreu aos 56 anos. Ela suportou tempo suficiente para conhecer o seu primeiro neto e pôde segurá-lo em seus braços. Mas minhas outras crianças nunca tiveram a chance de conhecê-la e perceber quão amorosa e graciosa ela era....Espero que com isso todos possam saber que existem opções".

    "A vida está cheia de desafios. Os que não devem nos dar medo são os que podemos enfrentar e podemos controlar", finalizou a musa.

    Apoio da Família

    “Me sinto forte por ter tomado esta decisão que não diminui de nenhuma maneira a minha feminilidade”. Angelina Jolie forma atualmente um dos casais mais famosos de Hollywood, ao lado do ator Brad Pitt. Os dois se conheceram em 2005 durante a gravação de Sr. e Sra. Smith e estão juntos desde então.

    Ela declarou que o marido deu todo apoio a sua decisão e se manteve ao seu lado a maior parte do tempo. “Conseguimos encontrar momentos para rir e ficar juntos. Sabíamos que era o melhor para nossa família e que isso iria nos unir ainda mais. E foi assim que aconteceu... Tenho a sorte de ter um parceiro tão amoroso e solidário.”

    Jolie também comentou a importância da cirurgia para seus filhos, atualmente ela é mãe de seis crianças, algumas delas adotivas. “Digo aos meus filhos que eles não precisam ter medo de me perder para o câncer de mama....é ótimo saber que eles não veem nada que os deixem desconfortáveis. Apenas minhas pequenas cicatrizes e nada mais. Todo o resto é apenas a mamãe, do mesmo jeito que sempre foi.”

    Entenda o Caso

    Angelina Jolie descobriu possuir uma falha genética em um gene chamado BRCA1. Tal anomalia faz com que o risco de desenvolver câncer de mama seja de 87% e o de contrair um câncer de ovário seja de 50%.

    A descoberta só ocorreu graças a um teste que custa mais de US$ 3 mil e detecta qualquer alteração nas células BRCA1 e BRCA2. Após o procedimento, ela iniciou o tratamento em fevereiro deste ano e por três meses foi submetida a diversas cirurgias.

    O processo médico foi iniciado com um procedimento de nipple delay, uma espécie de plástica para que não haja tantos danos estéticos durante a mastectomia. “Isto causa um pouco de dor e vários hematomas, porém aumenta as chances de salvar o mamilo", disse Jolie.

    "A operação pode levar oito horas e você acorda cheia de tubos em seus seios. Parece uma cena de ficção científica. Mas dias depois você pode voltar à sua vida normal", afirma. Nas semanas seguintes ela foi submetida a novas cirurgias para a reconstrução das mamas com implantes.