cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    20 anos de 'Moulin Rouge': relembre o hit da década 2000

    Dirigido por Baz Luhrmann, filme alçou Nicole Kidman ao patamar de estrela do primeiro escalão de Hollywood
    Por Flávio Pinto
    24/08/2021 - Atualizado há 24 dias

    Há duas décadas, o Brasil pode assistir nos cinemas ao musical colorido de Baz Luhrmann. Na telona, canções populares e energéticas se misturavam com painéis iluminados em cores vivas e um país das maravilhas de imagens geradas por computadores fizeram de Moulin Rouge - Amor em Vermelho um verdadeiro espetáculo durante o ano de 2001. 

    E muito além da arrecadação nada tímida (o longa conquistou US$ 180 milhões mundialmente, triplicando seu orçamento), o título foi responsável por transformar Nicole Kidman, sua protagonista, em uma estrela do primeiro escalão de Hollywood. Recém-saída de um divórcio muito tumultuado com Tom Cruise, o papel de Satine foi o primeiro de Kidman a lhe render uma indicação ao Oscar. Embora Nicole tenha perdido a estatueta, ela saiu da cerimônia como uma verdadeira estrela. 

    Aproveite que na data de hoje (24) o título está celebrando duas décadas de existência, e relembre outros dados importantes sobre o hit inesquecível da década de 00.

    A trama de Moulin Rouge - Amor em Vermelho

    Em Moulin Rouge - Amor em Vermelho, conhecemos Christian (Ewan McGregor), um jovem poeta que enfrenta seu pai para poder se mudar para um bairro boêmio parisiense.

    Ao chegar lá, ele recebe o apoio de Henri de Toulouse-Latrec (John Leguizamo), que lhe apresenta à boate local, Moulin Rouge, ambiente que possui um mundo próprio de sexo, drogas, adrenalina e Can-Can. Ao visitar o local, Christian logo se apaixona por Satine (Nicole Kidman), a mais bela cortesã de Paris e estrela maior do clube.

    Curiosidades

    Baz Luhrmann dirige Nicole Kidman no set de filmagens do filme, em 2001Divulgação

    1. Dedicação inspiradora 

    O filme é dedicado ao pai de Baz Luhrmann, Leonard, que morreu no início das filmagens. Antes de falecer, ele disse ao filho para se concentrar nas gravações de Moulin Rouge. Durante as filmagens turbulentas do filme, período em que Baz quase pensou desistir da produção, ele lembrou das palavras do pai para dar continuidade.

    2. Falando em inspiração...

    Jim Broadbent, que interpreta o excêntrico apresentador Harold Zidler, disse que baseou os trajetos do seu personagem no próprio Baz Luhrmann.

    Diamantes são os melhores amigos de uma mulher...Divulgação

    3. Uma joia e tanto

    O colar usado por Nicole Kidman no filme (foto acima) foi feito de diamantes verdadeiros com platina e, até então, era a joia mais cara já feita especificamente para um filme. O colar do estilista Stefano Canturi foi feito com 1.308 diamantes, pesando um total de 134 quilates e valia por volta de cerca de US$ 1 milhão em 2001.

    4. Sem satisfação

    A trilha conta com a adaptação de músicas famosas de muitos artistas, como Madonna, Nirvana, Elton John... menos The Rolling Stone. A banda liderada por Mick Jagger não se interessou por ter suas músicas utilizadas na produção. 

    5. Trabalho em equipe 

    O departamento de figurino teve que criar mais de 300 figurinos ao todo para o filme. E, a certa altura da produção, esse setor contava com mais de oitenta funcionários empregados em simultâneo. Haja contratação...

    Antes e Depois

    Nicole Kidman, em Moulin Rouge, em 2001, e em 9 Perfect Strangers, em 2021Montagem

    Nicole Kidman

    Como já dissemos, Moulin Rouge ajudou a transformar a carreira de Nicole Kidman. Após a produção, a atriz teve uma década recheada de sucessos, como Os Outros (2001), As Horas (2002) — pelo qual ela ganhou o Oscar de melhor atriz —, Cold Mountain (2003), entre outros diversos títulos. Após dominar as telonas por mais de uma década, Kidman reinventou a carreira através de minisséries de sucesso como Big Little Lies e The Undoing. Atualmente, ela está no ar em Nove Desconhecidos.

    Ewan McGregor foi capa recentemente da publicação The Hollywood ReporterMontagem

    Ewan McGregor

    Ewan McGregor também está em alta em Hollywood. O astro não parou de trabalhar após dar vida ao sonhador e inocente Christian. Os fãs de Star Wars podem conhecê-lo como Obi-Wan Kenobi, mas McGregor também se aventura por produções da DC, como Aves de Rapina (2020), ao lado de Mary Elizabeth Winstead — com quem ele é casado. Ele também está indicado ao Emmy deste ano na categoria de melhor ator em minissérie por Halston, minissérie da Netflix, produção de Ryan Murphy.

    John Leguizamo também manteve sólida carreira em Hollywood após Moulin RougeMontagem

    John Leguizamo

    Intérprete de Toulouse-Lautrec, o ator e comediante John Leguizamo também manteve sólida carreira em Hollywood após Moulin Rouge. Ele continuou atuando em projetos de alto perfil após papel no filme estrelado por Kidman, como Efeito Colateral (2002), Assalto ao 13° Distrito (2005), e também deu vida — ou voz, como você preferir — a Sid, em A Era do Gelo. Em 2018 e 2019, Leguizamo foi indicado ao Emmy em melhor ator coadjuvante em minissérie por Waco e Olhos que Condenam, respectivamente.

    Jim Broadbent participou de Game of Thrones depois de Moulin RougeMontagem

    Jim Broadbent

    Após Moulin Rouge, Jim Broadbent, ator que viveu Harold Zidler, ganhou um Oscar naquele ano, mas por outro filme, Íris (2002). Com uma carreira muito estabelecida no Reino Unido, Broadbent também interpretou Horace Slughorn na série de filmes de Harry Potter, o arquimestre Ebrose na sétima temporada de Game of Thrones, da HBO, e Samuel Gruber na franquia As Aventuras de Paddington — daquele ursinho de pelúcia que superou Cidadão Kane no site Rotten Tomatoes.

    Deu para matar a saudade?

    Se deu para matar a saudade, excelente. Se não foi o bastante, não tem problema. Você pode assistir Moulin Rouge - Amor em Vermelho pelo streaming TeleCine Play

    Trailer de Moulin Rouge

    Leia também