cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Antiglobalização é tema em Veneza

    Por Da Redação
    03/09/2001

    Os engajados no movimento antiglobalização invadiram pacificamente a Mostra de Cinema de Veneza, cujo quinto dia foi dedicado à denúncia política, às injustiças sociais e aos novos movimentos de massas no mundo.

    Centenas de simpatizantes do movimento antiglobalização, ignorando as divas do cinema presentes, chegaram ontem ao Palácio do Cinema para assistir à conferência coletiva, realizada por 15 cineastas italianos, sobre o filme que preparam dedicado à cúpula de julho do G8, em Gênova.

    O filme, cujo título será Outro mundo é possível, está em fase de montagem - foram projetadas imagens - e incluirá o material rodado no total por 33 cineastas italianos de todas as gerações, entre eles Ettore Scola, Mario Monicelli, Gillo Pontecorvo, Francesco Maselli, coordenador da coletiva, Wilma Labate, Guido Chiesa, Pasquale Scimeca, Daniele Segre, Mario Martone e Francesca Comencini.

    No total, 290 horas de imagens, que correspondem a 570.000 metros de fita, foram filmadas durante a semana da reunião de cúpula, desde seus preparativos, debates e manifestações, até cenas insólitas dos temidos Black Bloc, os extremistas do movimento.

    Os centenas de estudantes presentes na sala intervieram em várias ocasiões para comentar o notável interesse despertado pelo filme, que foi adquirido pela televisão estatal italiana, RAI, e cuja versão de uma hora deverá estar pronta em outubro.

    A versão cinematográfica de 120 minutos está provocando também o interesse de várias distribuidoras internacionais, que querem comprar o documentário.