cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Bruxa que comia crianças vira tema de terror

    Lenda russa ganha vida em A Babá - O Chamado Das Sombras
    Por Daniel Reininger
    02/12/2021 - Atualizado há cerca de 1 mês

    Chega aos cinemas o filme A Babá: O Chamado das Sombras, novo terror que trará às telas a lenda de Baba Yaga, personagem que já apareceu em Hellboy (2019) e também foi mencionada na franquia John Wick, sucesso com Keanu Reeves. 

    Essa é uma daquelas histórias assustadoras, dignas de filmes de terror, mas que surgiram de lendas locais há muitos séculos. 

     

    O filme

    Comandado pelo diretor Svyatoslav Podgaevskiy, o longa russo conta a história de uma família que, após o nascimento do bebê, se muda para uma nova casa. Eles contratam uma babá para cuidar de sua filha recém-nascida. Quando coisas misteriosas e assustadoras acontecem na casa durante a noite, Egor, o filho mais velho, suspeita da Babá e alerta seus pais, que não acreditam. 

    Tudo piora quando sua irmãzinha desaparece e seus pais entram em transe, forçando Egor a encarar seus medos, tentar resgatar sua irmã e salvar sua família da entidade demoníaca chamada Baba Yaga.

    O elenco de A Babá: O Chamado das Sombras traz nomes como Nathalia Hencker, Aleksey Rozin, Svetlana Ustinova, Igor Khripunov e Maryana Spivak

    História por trás do filme

    Há diversas versões de quem é Baba Yaga e o que ela fazia muda muito de história para história. Criada ainda na tradição oral, a lenda foi passada de geração em geração, por isso é difícil rastrear sua origem. Provavelmente, nasceu como história  para assustar as crianças e afastá-las do perigo das florestas.

    No folclore eslavo, Baba Yaga é um ser sobrenatural (ou um trio de irmãs com o mesmo nome) que tem a aparência de uma mulher deformada que mora no interior da floresta numa casa apoiada sobre pés de galinha e cuja fechadura é uma boca cheia de dentes.

    Baba Yaga costuma aparecer nas lendas de maneira ambígua e é descrita como "uma das figuras mais memoráveis ​​e distintas no folclore europeu eslavo", um ser "enigmático".

    Hoje, Baba Yaga é mais vista como a bruxa má e feia que devora pessoas, mais especificamente crianças, mas a primeira referência clara a Baba Yaga aconteceu em 1755, em Rossiiskaya grammatika ("Gramática russa") de Mikhail V. Lomonosov.

    Nas narrativas em que Baba Yaga aparece, ela exibe uma variedade de atributos típicos: uma cabana giratória com pernas de galinha, um almofariz, um pilão, e às vezes uma vassoura ou um esfregão. Baba Yaga quando está dentro de sua moradia, ela pode ser encontrada estendida sobre o forno e é capaz de sentir o cheiro de quem chega perto de seu lar.

    Alguns historiadores acreditam a Baba Yaga teve sua origem em contos pagãos e era considerada uma divindade das florestas, mas foi transformada em vilã com o tempo por conta do cristianismo, que se espalhou pela Europa.

    A ambiguidade das histórias representa uma mulher impetuosa, mas também maternal. Baba Yaga simboliza a morte, luz e nuvem, também conhecida por Deusa da Terra. Seja como for, essa é uma figura enigmática, perfeita para contos de fantasia ou histórias para assustar crianças.

    Por isso é perfeita para histórias de horror.

    Elenco e personagens

    O longa conta com:

    • Oleg Chugunov como Egor Glafira 
    • Golubeva como Dasha
    • Artyom Zhigulin como Anton
    • Svetlana Ustinova como Tatyana, baba / Baba Yaga
    • Maryana Spivak como Yuliya, madrasta
    • Aleksey Rozin como pai de Egor
    • Igor Khripunov como Mrachnyy
    • Marta Timofeeva como Seta Evgeniya 
    • Evstigneeva como a mãe de Egor
    • Olga Makeeva como a mãe de Dasha
    • Ilya Ludin como Micha

    Assista

    Alguns críticos internacionais têm apontado o terror como um filme forte e com atuações poderosas, principalmente dos jovens atores. 

    A Babá: O Chamado das Sombras já está nos cinemas, distribuído pela Playarte.

    Veja mais