cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Caio Blat conta como foi morar em Capão Redondo

    Por Da Redação
    14/04/2008

    Em entrevista para o jornal carioca O Dia, o ator Caio Blat (Baixio das Bestas) conta que foi humilhado no período em que morou numa favela do bairro de Capão Redondo, na periferia de São Paulo. Ao tentar ser atendido num restaurante, o garçon disse para ele pedir comida direto no caixa, e sumiu, deixando o ator à espera por 15 minutos. Segundo Blat, "na visão de muita gente, um garoto de periferia não pode ir a um restaurante". E completa: "Foi humilhante".

    O ator alugou uma casa no bairro, "onde nasceu o rap", para se preparar para o papel de Macu e, ao mesmo tempo, estar mais perto das filmagens de Bróder, primeiro longa de Jeferson De. Ele diz que foi excitante viver um protagonista branco "sob a perspectiva dos negros".

    Aos poucos, os resistentes moradores acabaram aceitando o intruso. Até o politizado Mano Brown, líder dos Racionais, o acolheu. Sua casa virou ponto de encontro para jogar vídeo game e ouvir rap.

    A experiência parece ter sido realmente marcante. Ao falar da comunidade, Caio menciona o aumento da expectativa de vida, por causa da união das antigas facções do crime com o PCC (Primeiro Comando da Capital), que trouxe uma aparente paz à região. O crime ainda existe, mas "de forma velada". Segundo ele, a máxima da favela é "bandido bom é aquele que não machuca ninguém".