cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    CANNES 2008: Rodrigo Santoro se irrita com repórter chileno

    Por Da Redação
    15/05/2008

    Rodrigo Santoro não deixou barato o comentário de um repórter da imprensa chilena, durante entrevista coletiva do filme Leonera, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (15) no Festival de Cannes.

    O repórter elogiou o longa do diretor argentino Pablo Trapero por suas qualidades artísticas e por estar preocupado com a realidade social do país. Mas ofendeu os filmes brasileiros quando os comparou com a preocupação dos longas argentinos com a realidade social do país, "ao contrário do cinema norte-americano e brasileiro, que fazem filmes para exportação".

    Rodrigo Santoro por sua vez, não deixou passar esse comentário e defendeu o Brasil. "Sou brasileiro e estou de acordo que o cinema argentino é maravilhoso. É um presente trabalhar com diretores como Pablo Trapero. Mas me parece complicado generalizar o cinema e colocá-lo em uma categoria de cinema de exportação. Porque creio que há muitos filmes no Brasil que não são feitos com o pensamento de exportação, A Festa da Menina Morta, de Mathes Nachtergaele, é um exemplo. Penso que é um filme que não foi feito para ser exportado, mas graças a Deus está aqui, tendo oportunidade de ser visto por gente de todo mundo".

    No filme Leonera, o ator interpreta o brasileiro Ramiro, que vive em Buenos Aires e se envolve em uma história de assassinato e mistério e é obrigado a escolher entre sua vida ou a da mulher que ama. As cenas do longa são filmadas em presídios reais, um deles é o Olmos, a maior penitenciária do país.

    A atuação de Santoro no filme não é muito longa, mas é muito marcante e de grande importância.