cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    CANNES 2013: Festival começa hoje; confira os destaques

    Consolidado como o maior evento cinematográfico fora de Hollywood, Cannes e sua Palma de Ouro formam uma mescla interessante entre o alternativo e o consagrado.
    Por Paulo Cintra
    15/05/2013

    Assim como o vinho, certos eventos se tornam melhores com o passar dos anos. A máxima pode até ser questionável em alguns aspectos, mas o mundo do cinema parece não se preocupar e nas próximas semanas todos os holofotes estarão voltados para a França. Entre os dias 15 e 26 de maio, cinéfilos e membros da indústria vão aproveitar o cultuado Festival de Cannes 2013.

    Consolidado como o maior evento cinematográfico fora de Hollywood, Cannes e sua Palma de Ouro formam uma mescla interessante entre o alternativo e o consagrado. A edição deste ano é a prova disso, afinal o presidente do júri será Steven Spielberg, ícone dos blockbusteres americanos. Por outro lado, cineastas politizados como Asghar Farhadi ganham espaço na Mostra Competitiva.

    A escolha de Spielberg para o júri não foi à toa. O diretor geral do evento, Thierry Fremaux, tenta há mais de uma década reaproximar Cannes da indústria americana. Vale lembrar que o efeito nem sempre é certeiro. Em 2010, Tim Burton presidiu o festival, porém o grande premiado daquele ano foi o desconhecido longa tailandês Tio Boonmee, Que Pode Recordar Suas Vidas Passadas.

    Os Destaques da Palma de Ouro


    Apesar das possíveis surpresas, não se pode negar que a indústria americana vê com bons olhos a cerimônia. O Grande Gatsby, estrelado por Leonardo DiCaprio, abrirá Cannes em sessão fora de competição e encabeça a invasão ianque ao balneário francês.

    Cinco dos vintes concorrentes ao prêmio máximo foram produzidos nos Estados Unidos. Alexander Payne, vencedor do Oscar de Melhor Roteiro com Os Descendentes, apresenta Nebraska. Os Irmãos Coen marcam presença com o drama musical Inside Llewyn Davis, que tem Justin Timberlake como um dos protagonistas. A máquina de fazer filmes Steven Soderbergh também estará por lá. O diretor leva Behind the Candelabra para o páreo, uma cinebiografia do famoso pianista Liberace.

    A armada americana na França ainda vai contar com outros dois nomes: Jim Jarmusch, com Only Lovers Left Alive, e James Gray, que assina The Immigrant. Entre o resto do mundo vale ressaltar a nova obra de Asghar Farhadi: Le Passé, uma coprodução Irã e França.

    Takashi Miike, mestre do trash japonês ou algo que o valha, também vai dar as caras com sua nova produção: Wara No Tate. O italiano Paolo Sorrentino marca presença com La Grande Bellezza e Roman Polanski vai apresentar La Vénus à La Fourrure.

    Destaque também para Only God Forgives, retomada da parceira entre Ryan Gosling e Nicolas Winding Refn, que em 2011 chamou a atenção do público e da crítica com o excelente Drive.

    Um Certo Olhar e o Encerramento

    Fora da competição principal, nomes conhecidos também vão passar por Cannes. A questionada Sofia Coppola vai concorrer na Mostra Um Certo Olhar com a comédia romântica Bling Ring - A Gangue de Hollywood, que deve chegar aos cinemas brasileiros em julho.

    O ator hollywoodiano James Franco volta a se arriscar na direção com As I Lay Dying. O astro já soma 16 produções, entre curtas, documentários e obras ficcionais em sua carreira atrás das câmeras.

    A cerimônia de premiação, realizada no dia 26 de maio, vai anunciar os vencedores da Palma de Ouro e das mostras paralelas. Na sequência será exibido o longa de encerramento do festival: Zulu, assinado pelo francês Jérôme Salle, responsável pelo fraco roteiro de O Turista (2011), estrelado por Angelina Jolie.