cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Cantora transgênero critica presença de Andrew Garfield em clipe

    Ator que vive Homem-Aranha no cinema se vestiu de mulher em videoclipe do Arcade Fire
    Por Gustavo Assumpção
    26/05/2014

    A participação do ator Andrew Garfield no clipe de "We Exist", música da banda canadense Arcade Fire, continua rendendo. Depois de dividir opiniões, agora foi a vez da cantora Laura Jane Grace, do Against Me!, comentar a participação do ator.

    "Querido Arcade Fire, talvez vocês devessem colocar um ator realmente 'trans' para fazer um vídeo de uma música intitulada 'We Exist' [Nós existimos], em vez de colocar o Homem-Aranha.", disse no Twitter em uma crítica a escolha de Garfield para a função.

    Rapidamente, o diretor do vídeo, David Wilson, fez questão de deixar sua opinião sobre a escolha: "Eu falei pelo telefone com Andrew, e o comprometimento e a paixão dele pelo projeto era tão emocionante. Para um ator deste calibre estar tão emocionalmente envolvido em um clipe é algo muito especial. Fez todo o sentido."

    Win Butler, fundador da banda, também comentou a afirmação da cantora. "Nós estávamos em Kingston em um evento, conhecemos alguns jovens gays jamaicanos, conversamos com eles e percebemos que eles estão sob constante ameaça de violência. Uma vez que algo está na internet, ela entra na vida das pessoas de uma maneira que eu considero poderosa. Para um jovem gay jamaicano ver o ator que interpreta o Homem-Aranha neste papel é bem poderoso, na minha opinião."

    Não satisfeita, Grace rebateu a declaração de Butler: "A teoria de que um jovem jamaicano LGBT desabrigado vá se sentir poderoso ao ver um ator branco e hétero de filmes que eles não conseguem pagar para ver estrelar um clipe que eles nunca vão assistir?", disparou.

    "Se a música tivesse outro nome eu não teria nenhum problema com ela. O nome é 'We Exist' [Nós existimos] e não há sinais desse existência representados. Deveria se chamar 'They Exist' [Eles existem]".

    A banda ainda não se pronunciou sobre estas últimas declarações.

    Veja o vídeo e tire suas conclusões: