cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Carolina Munhóz fala de 'Cidade Invisível', Netflix e futuro

    Escritora brasileira é a responsável pela história da série de sucesso ao lado de Raphael Draccon
    Por Daniel Reininger
    12/06/2021 - Atualizado há 3 meses

    Carolina Munhóz, responsável pela base da história e produtora consultora do sucesso da Netflix, Cidade Invisível, é um dos grandes nomes da literatura e se destaca cada vez mais também no audiovisual brasileiro ao lado do marido, Raphael Draccon.

    A escritora nascida em São José do Rio Preto, São Paulo, é conhecida por suas obras direcionadas ao público infanto-juvenil e jovem adulto. Autora de best-sellers de fantasia, entre eles O Inverno das Fadas, Por um Toque de Ouro, é roteirista e co-produtora executiva da série O Escolhido e desenvolvedora do argumento do sucesso Cidade Invisível, ambas do serviço de streaming Netflix.

    Batemos um papo com a escritora para saber mais sobre seus projetos:

    Cidade Invisível

    A escritora contou como foi a criação da série nacional sobre folclore, sucesso da Netflix. "Eu e o Draccon tínhamos muita vontade de escrever uma obra envolvendo nosso folclore, mas achávamos que atingiria um público melhor visualmente do que de forma literária. Quando sentamos para conversa com o Saldanha e ele compartilhou que queria fazer uma série policial com elementos fantásticos, vimos que seria o projeto perfeito para trazer nosso antigo desejo. Então desenvolvemos a história que hoje a série se baseia", explica.

    Carolina, que também é produtora consultora do programa, explica que a transição dos livros para o audiovisual foi algo natural. "Essa transição foi bem orgânica porque o Draccon veio desse mundo. Ele fez faculdade de Cinema e desde o início da nossa relação compartilhava comigo o que aprendeu. Acabei me apaixonando ainda mais por esse mundo e vimos que formaríamos uma boa dupla", explicou.  

    Ela explica que escrever em dupla é bem tranquilo para o casal. "Um complementa o outro. Eu gosto de fazer a base, e o Draccon é mestre em diálogos", revela.

    E ela ficou muito feliz com a recepção da série em todo o mundo. "Foi surpreendentemente positiva! Chegou ao 8º lugar no TOP 10 por dias nos EUA. Acredito que isso ainda não tinha acontecido com uma série brasileira. E hoje em dia, fazendo reuniões com produtoras americanas, vemos a empolgação deles com o resultado da série. Foi muito louco esses dias ver a executiva braço direito do Neil Gaiman falar que gostaram da série", revela.  

    A atriz Alessandra Negrini em cena de Cidade InvisívelReprodução / Netflix

    Dos livros às telas

    Capa do livro O Inverno das FadasReprodução

    Carolina se tornou uma escritora de sucesso, mas o caminho para a TV foi algo natural.

    Seu primeiro contato com o roteiro de uma série ou filme foi através das aulas que recebia do Draccon e com o livro Story, do Robert McKee. "Mas em termos de trabalho foi com a Globo, quando me tornei Script Doctor pra eles", afirma, mencionando a função do roteirista contratado para identificar "problemas" e erros narrativos dos textos.

    Carolina comenta que ir para as telas mudou a forma como as pessoas podem conhecer seu trabalho "Antes, era preciso ir em uma livraria e adquirir o livro para depois achar um tempo para conseguir ler todas as páginas. Hoje ela só liga a televisão e em poucas horas já viu toda nossa história, se ela quiser", explica.

    A escritora ainda falou sobre o mercado audiovisual brasileiro em comparação com o norte-americano. "Agora existe no Brasil um mercado amplo, mas antes era basicamente a Globo e filmes por editais. Nos Estados Unidos, a quantidade de produtoras e estúdios é gigantesca. Mas a competição também."

    Cena da série Cidade Invisível, da NetflixReprodução

    Futuro

    Carolina ainda comentou sobre o que vem por aí: "Temos bastante projetos em andamento no Brasil e nos Estados Unidos, mas ainda não podemos contar, infelizmente", explica.

    Ela também promete mais livros, mas não agora. "No momento adoraria ter alguma novidade literária, mas precisei tomar decisões sobre tempo e estou 100% focada no audiovisual e na minha bebezinha Avalon Draccon, que está completando um ano no fim do mês. Ela nasceu durante o auge da pandemia, comigo e o Draccon morando em um país longe de qualquer membro familiar. Agora em julho finalmente vamos ao Brasil apresentá-la aos nossos pais que apenas a conhecem via FaceTime. Nós fomos vacinamos já há um tempo em Los Angeles e agora eles conseguiram se vacinar com as duas doses no Brasil, nos permitindo enfim esse momento mágico. Não vemos a hora. Será especial apresentar nossa fada-dragão para os avós.!", conta animada.

    Mas os fãs podem ficar tranquilos, afinal veremos sim mais livros da escritora: "Com certeza teremos novidades", finaliza.

    Vale lembrar que a Netflix renovou a série Cidade Invisível para uma segunda temporada, novamente com histótia de Carolina e Raphael. Veja o trailer da primeira temporada:

    Veja mais