cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Cidade de Deus – 10 Anos Depois tem sessão concorrida na Mostra Tiradentes

    Documentário revela o que mudou na vida dos jovens atores depois do êxito do filme
    Por Roberto Guerra, enviado especial a Tiradentes
    26/01/2014
    Mostra Tiradentes

    Foi um sucesso de público a projeção ao ar livre de Cidade de Deus – 10 Anos Depois na noite deste domingo (25) em Tiradentes. As cadeiras dispostas em frente ao telão no Largo das Fôrras, no centro da cidade, não foram suficientes para o grande número de pessoas interessadas em assistir ao documentário que investiga o destino dos atores que participaram do premiado filme dirigido por Fernando Meirelles e Katia Lund.

    Dirigido por Luciano Vidigal e Cavi Borges, que apresentaram o filme antes da sessão, o longa mostra os diferentes resultados, fruto do sucesso mundial do filme Cidade de Deus, na vida de integrantes do elenco. Alguns se transformaram em artistas internacionais, como Alice Braga e Seu Jorge, outros não prosseguiram com a carreira artística e outros levaram à realidade seu papel na ficção, envolvendo-se com a criminalidade.

    O longa é repleto de curiosidades sobre a produção de Cidade de Deus. Histórias interessantes como a do ator Alexandre Rodrigues, que interpretou o protagonista Buscapé. Ele revela em depoimento ter recebido duas propostas de contrato: R$ 10 mil reais de cachê ou participação na bilheteria do filme. Decidiu-se pelo cachê, o que considera a maior bobagem que fez na vida.

    O documentário revela também histórias tristes como a de Rubens Sabino, o jovem ator que interpretou o personagem Neguinho. Ele ocupou os noticiários anos atrás ao ser preso por assalto e chegou a ser internado para tratar do vício em drogas. Hoje vende amendoins nas ruas do Rio e sonha em melhorar de vida como compositor. 

    Cidade de Deus – 10 Anos Depois ainda não tem previsão de estreia nos cinemas.

    A 17ª Mostra Tiradentes de Cinema segue até o dia 1º de fevereiro. Na cidade história foram instalados três espaços de exibição: o Cine BNDES na Praça, no Largo das Fôrras (espaço para mil espectadores); o Complexo de Tendas, que sedia a instalação do Cine-Tenda (700 lugares), e o Cine-Teatro SESI (120 lugares), que funciona no Sesi Tiradentes -Centro Cultural Yves Alves, sede do evento. Informações sobre a programação no site: mostratiradentes.com.br