cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    CINE PE 2014: O Grande Hotel Budapeste brilha e curtas deixam a desejar

    Filme de Wes Anderson inaugura internacionalizaçãodo Cine PE com o pé direito
    Por Roberto Guerra, enviado especial a Pernambuco
    27/04/2014
    O Grande Hotel Budapeste

    Sob o slogan "Mude de Assunto. Venha ver o melhor do cinema mundial", o Cine PE - Festival do Audiovisual inaugurou na noite deste sábado (26) sua 18ª edição. A exibição fora de competição da comédia O Grande Hotel Budapeste, do cineasta americano Wes Anderson, marcou a internacionalização do evento, que a partir deste ano coloca em disputa produções nacionais e estrangeiras.

    Antes da exibição inédita no país do longa exibido no Festival de Berlim em fevereiro - vencedor do Prêmio do Júri por lá- o público presente ao Teatro Guararapes assistiu a 10 curtas-metragens em competição, cinco da Mostra PE (pernambucanos) e outros cinco da Mostra Curta Brasil (nacionais). Noite insossa e de produções fracas em que nenhum filme se sobressaiu.

    Entre os pernambucanos, Au Revoir, de Milena Times, salvou a pátria. O curta, que já foi exibido em outros festivais ao longo de 2013, teve distinção evidente e fácil em meio a filmes tecnicamente deficientes, como Tesouros do Araripe: Os Fósseis e a Comunidade e Pontas de Pedros e Pedras, ou artisticamente deficitários, como Severo e Rabutaia.

    Na competição nacional as coisas não foram melhores. Misturado a propostas aventureiras que ficaram pelo meio do caminho, como o paulista O Filho Pródigo e o paranaense Notícias da Rainha, ou infames, como o carioca Linguagem, quem se distinguiu dentro da pasmaceira foi o eficaz documentário paraense No Movimento da Fé, de Fernando Segtowick e Thiago Pelaes.

    Stefan Zweig por Wes Anderson

    Se noite de abertura de festival tem que começar como o pé direito, principalmente se este passa por renovação, a estreia do novo formato do Cine PE foi exitosa por conta de O Grande Hotel Budapeste, oitavo longa-metragem do criador de Os Excêntricos Tenenbaums (2001) e Moorise Kiggdom (2012).

    O filme, espirituoso e bem conduzido, ratifica o talento e o estilo único de Anderson, que leva às telas um trabalho não só bem produzido tecnicamente, mas que explora com habilidade todos os personagens, mesmo os que estão só de passagem – o longa tem participações especiais de Tom Wilkinson, Bill Murray, Harvey Keitel, Owen Wilson, Willem Dafoe, entre outros.

    A produção se passa na fictícia República de Zubrowka, na Europa da década de 30 e narra as aventuras do concierge Gustave H. (Ralph Fiennes) e de Zero Moustafa (Tony Revolori, jovem, e F. Murray Abraham, adulto), mensageiro que se torna seu inseparável amigo. Os dois trabalham no hotel que dá título ao filme numa região alpina do leste europeu.

    O Grande Hotel Budapeste foi livremente inspirado nos livros de Stefan Zweig. O escritor de Brasil, O País do Futuro se exilou no país no início da década de 1940 e se suicidou em Petrópolis em 1942. O filme tem estreia marcada para 26 de junho nos cinemas brasileiros.

    O Cine PE - Festival do Audiovisual segue até o dia 2 de maio. Confira a programação deste domingo (27):

    SERVIÇO: CINE PE - FESTIVAL DO AUDIOVISUAL

    Quando: 27 de abril (domingo) a partir das 19h.
    Onde: Cine-Teatro Guararapes – Centro de Convenções (Av. Professor Andrade Bezerra, s/n).
    Quanto: Inteira R$ 10,00 / Meia R$ 5,00.
    Programação (dia 27):

    -Mostra PE (curtas-metragens pernambucanos): Frascos, de Ariana Nuala.
    -Mostra Curta Brasil (Curtas-metragens Nacionais): Ecce Homo (RJ), de Clodoaldo Lino.
    - Mostra Doc. Internacional (Mostra competitiva de longas-metragens documentários): O Mercado de Notícias (Brasil), de Jorge Furtado.

    -INTERVALO

    -Sessão Especial PETROBRAS: Getúlio, de João Jardim.
    -Mostra Doc. Internacional (mostra competitiva de longas-metragens documentários): 1960 (Portugal), de Rodrigo Areias.

    Mais informações: www.cine-pe.com.br.