Code 8: Veja os motivos para ver o filme com os primos Amell

O longa traz seres com poderes em um futuro distópico

20/04/2020 14h54

Por Alexandre Dias

Code 8: Renegados é uma das grandes atrações do catálogo da Netflix. A principal razão é o longa trazer uma mistura de vários elementos de produções de ficção científica e super-heróis. 

A trama traz uma sociedade em que 4% da população tem poderes especiais, mas esse grupo vive perseguido e em uma situação de pobreza. Nesse meio, um jovem que manipula a eletricidade se une a uma gangue de criminosos para conseguir dinheiro e ajudar sua mãe doente. 

O diretor Jeff Chan e roteirista Chris Pare, ambos parte da equipe de produção do terror O Mistério de Grace, ocuparam essas mesmas funções no curta de 2016 que Code 8: Renegados foi baseado. Portanto, é um projeto que já vem com fôlego para a plataforma de streaming e não está em alta à toa. 

Elencamos três motivos para você assistir ao longa: 

Primos Amell 

O elenco do filme é encabeçado por dois familiares já conhecidos das telas: Robbie e Stephen Amell. O primeiro é conhecido por séries como Revenge e Arquivo X, enquanto o segundo é ninguém menos que o Arqueiro Verde de Arrow

O trailer de Code 8: Renegados passa a sensação de que a química entre os dois é muito precisa, especialmente pelo personagem de Robbie ser alguém que tenta seguir um caminho honesto, enquanto Stephen está do lado do crime. A convergência do rumo de ambos promete ter muito carisma, algo que vai além da curiosidade dos dois serem parentes atuando juntos. 

Além dos primos, o filme também conta com outro grande ator, Sung Kang. Ele é conhecido por interpretar Han na saga Velozes e Furiosos

Crítica social

Com uma influência clara do diretor Neill Blomkamp, que já realizou críticas sociais em tramas com futuros distópicos em Elysium e Chappie, Code 8: Renegados também promete discutir temas importantes para os dias atuais. 

O fato dos seres com poderes serem, como o título diz, renegados, traz uma indagação na própria premissa: por que eles estão nessa posição? É um questionamento que abre muito o debate dos prenconceitos sociais e individuais.

Isso sem mencionar que o tom mais fantasioso e menos realista da história garante que esses assuntos sejam absorvidos mais naturalmente pelo espectador, afinal, estão no meio de uma trama de ação e com super-humanos. 

Poderes, futuro distópico e ação

E por falar nisso, o aspecto divertido do longa vem com tudo, pois não há um elemento querido da cultura pop, mas vários. A começar pelos seres super-poderosos, que ao melhor estilo X-Men são personagens calcados no cotidiano.

Cotidiano esse que é um futuro distópico e, assim como nas sagas O Exterminador do Futuro e Blade Runner, estão repletos de naves e tecnologia. No entanto, a abordagem de Code 8: Renegados está mais próxima do primeiro exemplo, pois o ritmo é mais frenético com ação e tensão. 

É uma avalanche de referências da cultura pop, mas dispostas de um modo que continua a fisgar a curiosidade do espectador e dos amantes desses subgêneros cinematográficos. 

Veja o trailer:

 Veja também: Brincando com Fogo: Veja três motivos para ver o novo reality


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus