cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    'Comer, Rezar e Amar' ganhou plot twist que merece livro e filme

    Após se separar de gaúcho, autora de "Comer, Rezar, Amar" se casou com namorada
    Por Daniel Reininger
    29/09/2021 - Atualizado há 21 dias

    Na semana de aniversário do clássico Comer, Rezar, Amar, não só relembramos esse grande filme, mas também revelamos um novo capítulo real da protagonista que merecia virar uma filme, uma verdadeira sequência repleta de plot twists.

    Para quem não sabe, Elizaberth Gilbert é a mulher que decidiu contar sua própria experiência de vida no livro Comer Rezar Amar, que se transformou num best seller internacional.

    Interpretada no filme por Julia Roberts, ela é uma novaiorquina que parece ter tudo na vida, mas que, no fundo, se sente insatisfeita tanto no casamento, como na profissão e em tudo mais. 

    Comer, Rezar, Amar

    Na trama, Liz Gilbert (Julia Roberts) tinha tudo o que uma mulher moderna deve sonhar em ter “um marido, uma casa, uma carreira bem-sucedida” ainda sim, como muitas outras pessoas, ela está perdida, confusa e em busca do que ela realmente deseja na vida. 

    Recentemente divorciada e num momento decisivo, Gilbert sai da zona de conforto, arriscando tudo para mudar sua vida, embarcando em uma jornada ao redor do mundo que se transforma em uma busca por auto-conhecimento. 

    Em suas viagens, ela descobre o verdadeiro prazer da gastronomia na Itália, o poder da oração na Índia, e, finalmente e inesperadamente, a paz interior e equilíbrio de um verdadeiro amor em Bali.

    É um filme que entrega exatamente o que promete, principalmente ao público feminino, que certamente se identificará em vários pontos com Elizabeth Gilbert. Ainda que seja discutível a premissa básica da história, que uma mulher só é completamente feliz ao lado de um homem.

    Discussões feministas à parte, trata-se de um filme impactante, capaz de marcar época.

    Novo amor

    A escritora do livro que deu origem ao filme, Elizabeth Gilbert, manteve um relacionamento com o gaúcho José Nunes, que inspirou o Felipe de seu livro mais famoso, até julho de 2015 – o fim do namoro foi anunciado no Facebook.

    Em 2016, ela anunciou seu casamento com Rayya Elias, sua amiga há mais de 15 anos. No Instagram, a autora postou uma foto ao lado da esposa e um texto em que fala sobre o relacionamento: "Nossa cerimônia não foi realizada legalmente, apenas uma celebração calma e privada do que já sabemos há um bom tempo ser verdade: nós pertencemos uma à outra".

    Elizabeth e Rayya anunciaram o namoro em setembro de 2016, em um post no qual a escritora revelou que a namorada sofria de câncer pancreático em estado terminal. 

    No texto publicado, Elizabeth falou sobre a doença da esposa: "Dias mais difíceis estão por vir. Não fica mais fácil a partir de agora. A doença dela é grave. Mas nosso amor é forte. Vamos caminhar juntas o mais longe que conseguirmos".

    Rayya morreu em 2018.

    Desde então, Elizabeth está numa relação com um fotógrafo inglês, Simon MacArthur, um antigo amigo de sua ex-esposa.

    Sequência

    Seria incrível ver uma continuação do clássico, no qual conheceríamos detalhes da relação com o brasileiro José Nunes e, mais importante, descobririamos a impactante relação de Elizabeth e Rayya.

    Quem sabe não vem algo novo no futuro?

    Enquanto isso, fique com o trailer do filme com Julia Roberts:

    Veja mais