cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Conheça as drags participantes do 'Queen Stars Brasil'

    Reality apresentado por Pabllo Vittar e Luisa Sonza estreia em 24 de março na HBO Max
    Por Thamires Viana
    22/03/2022 - Atualizado há 2 meses

    Queen Stars Brasil, reality show brasileiro apresentado pelas cantoras Pabllo Vittar e Luísa Sonza, chega à HBO Max no próximo dia 24 de março e promete divertir o público. 

    O programa promove uma intensa competição entre 20 drag queens que buscam o pódio nessa disputa para serem coroadas como as rainhas do pop! Para isso, elas deverão encarar diversos desafios para provar suas habilidades em dança, canto, performance e muito mais!

    Para aquecer essa estreia, conheça todas as participantes do Queen Stars Brasil

    Aimée Lumière

    Aimée Lumière nasceu em Salvador, Bahia, e criou sua drag inspirada em Charlie Chaplin, descobrindo que era isso que faltava em sua vida. Em sua cidade natal, ela tem uma noite chamada Karaokê da Aimée e já comandou um trio elétrico.

    Arquiza

    Natural de João Pessoa, Paraíba, Arquiza diz que nome de sua drag veio após uma conversa com a mãe, que disse que colocaria Arquiza se tivesse uma filha. Antes de divulgar seu trabalho como drag nas redes sociais, passou um ano se planejando e aprendendo a se maquiar. 

    Ashilley Extravaganzza

    Nascida em Osasco, São Paulo, Ashilley fala alto, ri, emenda uma piada na outra, é cativante e carismática. Ela diz que sua drag é "a tia do pavê usando roupa sadomasoquista" já que seu visual traz como referências três tias divertidíssimas. 

    Dacota Monteiro

    Natural de Ribeirão Preto, São Paulo, Dacota revela que sua drag nasceu de uma "montação" dentro do banheiro e que o nome é uma piada que ela faz consigo mesma, por ser da cota. Ela acredita que seu diferencial é o humor e o carisma e em um grupo se destaca por ser a estrela.

    Diego Martins

    De Campinas, São Paulo, Diego conta que sua drag surgiu durante a temporada de uma peça que estava em cartaz e que chegava antes que todos no camarim para experimentar as perucas. Ele diz ser um modelo de drag alternativa pelas suas montações excêntricas e que sua barba natural é um de seus maiores diferenciais.

    Divanna Kahanna Montez

    Vinda de Arapiraca, Alagoas, Divanna acredita que ser drag é um ato político e libertário. Além de descobrir sua negritude, ela quer que as pessoas entendam que Drag não define gênero e afirma que não gosta de ser chamada de militante, mas sim de consciente.

    Fabio Chiamenti

    De Sombrio, Rio Grande do Sul, Fabio se montou pela primeira vez aos 20 anos e fazia isso para si mesmo até começar a postar nas redes sociais. O diferencial de sua drag é sua história e ligação com a arte desde sempre e afirma se considerar uma drag bagaceira e sem pudor.

    Ivana Conda

    Natural do Rio de Janeiro, a drag Ivana nasceu enquanto se maquiava assistindo RuPaul junto com um amigo. Em 2019 participou de um grande concurso de drag e ganhou a competição. Suas referências são as grandes divas do Samba e gosta de deixar claro essa identidade também em seus figurinos.

    Katha Maathai

    Vinda de Teixeira de Freitas, Bahia, Katha se montou para um evento na cidade e gostou. Seu nome é uma junção de um nome irlandês e africano e ela sente que é muito difícil ter visibilidade na cidade em que mora, no interior do estado. 

    Leyllah Diva Black

    De São Paulo, Leyllah se montou pela primeira vez em 2004. Aos 19 anos começou a fazer show e aos 21 anos ganhou um concurso. Sua maior inspiração vem das cantoras e cantores pretos internacionais como Whitney Houston e Marvin Gaye. Por ter sofrido preconceito racial, quer usar sua arte para falar com empatia.

    Luka Cortez

    Natural de Belém, Pará, diz que sua drag surgiu durante um carnaval, no qual se montou pela primeira vez. Aos 22 anos ganhou o concurso de fantasia e não parou mais. Luka Cortez faz questão de levantar a bandeira do Norte e suas influências vieram do tecnobrega.

    Luwi Bloom

    De Valparaíso de Goiás, Goiás, Luwi Bloom se montou pela primeira vez quando tinha 18 anos em seu aniversário. Considera a barba seu diferencial e afirma que foi difícil crescer sendo um gay afeminado em uma cidade tão machista, mas cresceu amando maquiagem e moda. 

    Mercedez Vulcão

    Natural de Vinhedo, São Paulo, Mercedez conta que sua grande referência é o cineasta Pedro Almodóvar. Sempre teve vontade de se montar, e em 2015 fez um workshop de drag e descobriu o que queria ser. No meio do processo da criação de Mercedez encontrou a Delores, sua irmã drag e sua sócia em uma cia de teatro voltada para a estética drag.

    Ohana Azalee

    Do Rio de Janeiro, Ohana conta que sua drag nasceu da vontade de viver sua arte de forma completa, e também como um ato político. Ohana salvou a vida de Wallace, porque ele começou as fazer shows e trabalhos como hostess.

    Ravell

    Vinda de Juiz de Fora, Minas Gerais, Ravell já morou em Goiânia, Vila Velha, Belo Horizonte e Buenos Aires, cidades onde fez uma série de shows de covers das divas do pop. É na arte drag que põe em prática toda sua história: relação familiar, canto e dança.

    Reddy Allor

    Natural de Olímpia, São Paulo, Reddy é uma drag no sertanejo e suas referências musicais são os cantores do sertanejo raiz: Chitãozinho e Xororó, Milionário e José Rico, Bruno e Marrone. Afirma que ainda está conhecendo o universo pop, e seu maior sonho é conseguir viver da sua arte para ajudar sua família.

    Sarah Vika

    Vinda de Cuiabá, Mato Grosso, Sarah nasceu em 2012 em meio ao Halloween e ganhou uma competição de maquiagem no programa Super Bonita do GNT. Para ela, estar se apresentando de drag é como ser uma ferida exposta em um palco.

    Sasha Zimmer

    De São Paulo, o interesse de Sasha em se montar começou através do seu interesse pela dança. A primeira vez foi aos 17 anos, quando participou de um concurso de drags em uma boate em Limeira e ganhou. Suas maiores inspirações em Britney Spears e Beyoncé. 

    Wes Drag

    De Taquara, Santa Catarina, Wes é uma artista que gosta de mesclar o masculino e o feminino em seus looks. Não usa muito salto, mas é fã das botas. Compositora, suas canções contemplam o ritmo R&B, um de seus favoritos. 

    Assista ao trailer oficial:

    Veja também: