cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Convenção das Bruxas é o destaque das estreias de quinta-feira

    Destruição Final e Enquanto Estivermos Juntos também chegam aos cinemas
    Por Alexandre Dias
    18/11/2020

    As estreias desta quinta-feira (19) estão recheadas de filmes espetaculares! Remakes, histórias sobre desastres naturais e produções nacionais invadem as telonas. 

    Confira os destaques lançados:

    Convenção Das Bruxas

     

    Na trama, um grupo de bruxas disfarçadas costuma fazer uma convenção em um luxuoso hotel, até que uma delas propõe transformar as crianças em ratos. O longa original marcou não só a história do cinema, como também toda uma geração. Afinal, era um filme que podia ser visto pelo público infantil, mas nem por isso a criançada não ficou "traumatizada". 

    O remake traz no elenco Anne Hathaway, Octavia Spencer e Stanley Tucci. O diretor é Robert Zemeckis, veterano conhecido pela clássica franquia De Volta Para O Futuro.

    Leve e divertido, Convenção das Bruxas usa fantasia e agrada toda familia


    Destruição Final - O Último Refúgio

     

    Gerard Butler, o eterno Leônidas de 300, já lidou com catástrofes naturais em Tempestade: Planeta Em Fúria, mas em Destruição Final - O Último Refúgio ele vive um pai de família como qualquer outro e não pretende salvar o mundo.

    Na trama, ele é John Garrity, que tenta sobreviver com a esposa e o filho durante a destruição da Terra. O motivo do apocalipse é a chegada de um cometa. O pânico do desastre natural afeta a moral dos humanos. 

    Destruição Final, com Gerard Butler, garante realismo e foco nos personagens

     

    Enquanto Estivermos Juntos

     

    Baseado no livro do aclamado do músico Jeremy Camp, a história segue o romance do famoso cantor de rock cristão com sua primeira esposa, Melissa, com quem ele se casou em outubro de 2000, apesar de saber que ela estava gravemente doente.

    Dirigido pelos irmãos Erwin e roteirizado por Jon Erwin e Jon Gunn, o longa traz no elenco nomes como K.J. Apa, Britt Robertson, Gary Sinise e Abigail Cowen.

    Conheça a emocionante história real de Enquanto Estivermos Juntos

     

    Casa De Antiguidades

     

    O longa se destacou em vários festivais, como Cannes, Chicago, Toronto, San Sebastian e a Mostra. A trama é focada em um morador do sertão brasileiro, que trabalha em uma fábrica de leite de uma ex-colônia austríaca no Brasil, e se sente solitário devido às diferenças culturais. Ele então encontra uma casa abandonada com diversos objetos que o fazem relembrar das suas origens e aos poucos ele passa a morar no local. Vários objetos começam aparecer nessa casa misteriosamente, como se o lugar estivesse vivo.

    A produção é protagonizada por Antonio Pitanga. A direção e o roteiro ficaram a cargo de João Paulo Miranda Maria, estreante em longas-metragens.

     

    Cidade Pássaro

     

    Dirigido por Matias Mariani, o ponto de partida do filme é o desaparecimento de Ikena (Chukwudi Iwuji) na cidade de São Paulo. Seu irmão Amadi (O.C. Ukeje) viaja da Nigéria para o Brasil para tentar encontrá-lo e entender o que aconteceu.

    A produção nacional também foi um dos destaques da 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

     

    O Caso Collini

     

    Dirigido por Marco Kreuzpaintner, o filme segue a história de Caspar Leinen, um jovem advogado que é incumbido de fazer a defesa obrigatória em um caso espetacular: há mais de 30 anos, o italiano Fabrizio Collini, que desde os anos 1970 trabalha de forma honesta na Alemanha, aparentemente, mata o respeitado industrial Hans Meyer em sua suíte de hotel em Berlim. 

    O elenco traz no elenco nomes como Manfred Zapatka, Elyas M'Barek, Alexandra Maria Lara e Heiner Lauterbach.

    O Caso Collini: confira o cartaz exclusivo do longa

     

    Maria Luiza

     

    A história aborda Maria Luiza da Silva, a primeira transexual da história das Forças Armadas Brasileiras. Após 22 anos de trabalho como militar, foi aposentada por invalidez mesmo estando em condições de continuar trabalhando como mecânica de aviação na Aeronáutica Brasileira.

    Nesse documentário escrito e dirigido por Marcelo Díaz, acompanhamos as motivações usadas para impedi-la de vestir a farda feminina e a sua trajetória de afirmação como mulher trans, militar e católica.

    Maria Luiza: a historia da primeira transexual das Forças Armadas brasileiras

     

    Veja também:

    Festival Varilux 2020 traz clássicos e estreias do cinema francês

    Perto dos 30 anos, O Poderoso Chefão 3 chega aos cinemas refeito