cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Corey Haim teve acesso a mais de 500 comprimidos semanas antes de morrer

    Por Da Redação
    06/04/2010

    O ator Corey Haim, que morreu dia 10 de março deste ano, obteve ilegalmente uma enorme quantidade de medicamentos prescritos por médicos fraudulentos, um mês antes de sua morte. Em um período de 32 dias, ele possuía cerca de 149 comprimidos de Vicodin, 195 comprimidos de Valium, 15 comprimidos de Xanax e 194 comprimidos de Soma, alegou o procurador-geral da Califórnia, Edmund G. Brown Jr., em uma conferência de imprensa nesta terça-feira (6/4). A informação é da revista People.

    Segundo o procurador-geral, o ator foi a sete médicos e sete farmácias diferentes para obter as doses. Ele também pegava remédios de salas de emergências e instalações de cuidados urgentes. Durante uma investigação de fraude em uma rede de drogarias, autoridades localizaram o nome do ator em um receita fraudulenta para obter o medicamento OxyContin."Eles [rede de drogaria] pegam várias prescrições, obtêm drogas ilegais e vendem nas ruas. Você tem médicos agindo de forma errada, gente fingindo ser médico e intermediários criminosos, todos eles fazem com que esse processo funcione", declarou Brown.

    Haim ficou conhecido por coestrelar filmes na década de 1980, como Os Garotos Perdidos, no qual atuou ao lado de Dianne Wiest, Kiefer Sutherland e Jason Patric. Recentemente, o ator tinha cerca de quatro projetos em pré-produção, era cotado para participar de um longa e estava filmando The Dead Sea, no qual interpretava Oso.

    A polícia suspeita que o ator de 38 anos tenha morrido em decorrência de overdose. Mas a determinação oficial está pendente, pois faltam os resultados da toxicologia.

    Haim foi velado e cremado no dia 16 de março, em sua cidade natal, em Toronto, no Canadá.