Crítica: Lady Bird é um passar de tempo delicioso e divertido

Longa dirigido por Greta Gerwig chegou à Netflix nesta terça-feira (22)

22/09/2020 16h15

Por Thamires Viana

Lady Bird - É Hora De Voar, longa dirigido por Greta Gerwig e indicado ao Oscar de Melhor Filme em 2018, chegou ao catálogo da Netflix netsa terça-feira (22).

A trama leve misturada com uma talentosa direção traz Saoirse Ronan como Christine "Lady Bird", uma jovem de 17 anos que possui uma relação conturbada com a mãe, vivida pela atriz Laurie Matcalf (Ela É A Poderosa), e sonha em cursar a faculdade bem longe de Sacramento, Califórnia, sua cidade natal.

Com cenas simples e diálogos que soam como uma conversa familiar em um almoço de domingo, Lady Bird - É Hora De Voar deixa o espectador "em casa" e familiarizado com todo o enredo.

Confira um trecho da nossa crítica:

"O roteiro é certeiro, redondo e sem exageros. Gerwig se inspirou em sua própria adolescência para escrevê-lo e sua dedicação não desaponta. Sendo um dos nomes mais famosos do Mumblecore (movimento do cinema independente) e estrela de filmes como Frances Ha e Lola Contra o Mundo, a moça colocou em Lady Bird sua experiência pessoal de ter vivido em Sacramento e estudado em colégios católicos. Lady Bird - É Hora De Voar é um passar de tempo delicioso e divertido. É ver em uma grande tela pedaços de uma realidade vivida por quem passou pela adolescência sem saber direito qual caminho seguir. É sentir saudades do aconchego da casa dos pais e se dar conta de que em algum momento da vida todos fomos jovens e um pouquinho perdidos."

Confira a crítica completa 

Lady Bird - É Hora De Voar também tem roteiro assinado por Gerwig e além de Ronan e Matcalf, o elenco ainda traz nomes como Tracy Letts, Beanie Feldstein e Timothée Chalamet. 

O longa está disponível no catálogo da Netflix.

Confira o trailer oficial:

Veja também: 10 filmes indie que você precisa conhecer


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus