Crítica: "Morna é a temperatura de X-Men: Fênix Negra!"

Longa chega aos cinemas nesta quinta-feira (06)

05/06/2019 12h30

Por Thamires Viana

X-men: Fênix Negra chega nesta quinta-feira (06) aos cinemas para encerrar a saga dos X-Men na Fox. O longa acompanha Jean Grey, interpretada por Sophie Turner (Game of Thrones), numa saga épica, que, nos quadrinhos, mudou o rumo dos mutantes a ponto de se tornaram extremamente populares a partir daí. 

VEJA UM TRECHO DA NOSSA CRÍTICA:

"Pensando no arco do quadrinho, o filme não consegue chegar perto da relevância da obra original. Porém é muito superior à X3, que também arriscou em trazer para as telonas a Saga da Fênix Negra. Talvez o péssimo X-men: Apocalipse fez eu me importar menos do que deveria com os personagens apresentados lá. Sophie entrega uma ótima Jean Grey e alcança Michael Fassbender que conseguiu nos premiar com um Magneto à altura dos quadrinhos durante toda a franquia."

CONFIRA A CRÍTICA COMPLETA CLICANDO AQUI

Dez anos depois dos eventos de X-men: Apocalipse, no ano de 1992, Mística (Jennifer Lawrence), Fera (Nicholas Hoult), Noturno (Kodi Smit-McPhee), Tempestade (Alexandra Shipp) e Mercúrio (Evans Peters) são heróis nacionais. Charles Xavier (James McAvoy) consegue sair até a capa da revista Time. Jean Grey, já transformada Fênix Negra, perde o controle de seus poderes e vira uma ameaça para o universo.

X-men: Fênix Negra é dirigido por Simon Kinberg e estreia em 06 de junho.


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus