Crítica: Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal é imperdível

Abordar a mente doentia sem explicitar os crimes cometidos por ele foi um dos grandes acertos do longa

24/07/2019 17h02

Por Thamires Viana

Ted Bundy: A Irresistível Face Do Mal, longa de Joe Berlinger sobre o serial killer, chega aos cinemas nesta quinta-feira (25). No filme, Zac Efron interpreta o notório assassino em série Ted Bundy, mas o roteiro é menos preocupado com os assassinatos de dele e mais focado em como Bundy impactou as pessoas mais próximas a ele.

Confira um trecho da nossa crítica:

"A direção de Joe Berlinger, o mesmo que comandou os quatro episódios da minissérie Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy para a Netflix, é outro grande ponto a ser destacado. Seguindo a face oculta de Ted no roteiro, o diretor abusa do suspense para instigar seu espectador em cenas nada ameaçadoras. Ele destaca a faca usada por Ted para preparar um café da manhã, usa o foco proposital em cacos de vidro espalhados enquanto o casal se diverte... Tudo que faça menção às armas usadas pelo assassino para deixar o público em um verdadeiro ciclo de tensão."

CONFIRA A CRÍTICA COMPLETA CLICANDO AQUI

O longa é uma crônica dos crimes de Ted Bundy sob a perspectiva de Liz, sua namorada de longa data, que se recusou a acreditar na verdade sobre ele por anos. O elenco trará Lily Collins, Kaya Scodelario, Jim Parsons e John Malkovich.


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus