Cronologia Transformers: Entenda a linha do tempo da franquia

Saiba como os filmes dos robôs gigantes se interligam

09/09/2020 09h02 (Atualizado em 11/11/2020 12h10)

Por Alexandre Dias

Uma das franquias cinematográficas que explode (literalmente) de sucesso desde o seu início é Transformers. A adaptação para as telonas dos clássicos brinquedos da Hasbro já trouxe bilhões de dólares aos bolsos da Paramount, principalmente por ter estabelecido uma mitologia longínqua, a qual é quase uma fonte inesgotável de ideias. 

A batalha dos robôs gigantes, encabeçada pelos Autobots e Decepticons, já trouxe dinossauros mecânicos e até o Rei Arthur para as suas premissas. Consequentemente, os períodos temporais da saga são uma característica importante para a solidificação da sua mitologia.

Além disso, os longas também são marcados por intervalos significativos entre as épocas em que as histórias se passam, especialmente com seu último lançamento. Personagens importantes vêm e vão nesse processo e a trajetória dos Transformers fica ainda mais rica. 

Portanto, vamos te ajudar nesta empreitada para entender a cronologia da saga e mergulhar de cabeça na mitologia dos alienígenas de Cybertron: 

Bumblebee (2018)

 

O lançamento mais recente da franquia é o que marca a história mais antiga da cronologia. O filme se passa em 1987 e mostra os primeiros passos do Transformer amarelo B-127, que mais tarde passa a ser conhecido como Bumblebee (voz de Dylan O'Brien).

Antes de chegar a nossa morada, o robô luta na guerra civil de Cybertron, o planeta natal dos Transformers. O conflito mostra um pouco do início da rivalidade entre os Autobots e os Decepticons e a missão de Bee na Terra, que era justamente achar refúgio para a sua espécie. 

Nessa empreitada, ele acaba por conhecer Charlie (Hailee Steinfeld), uma adolescente com diversos problemas pessoais internos, com quem faz uma bela amizade. Obviamente, ele é localizado pelos antagonistas e a jovem também vai para o meio do confronto com ele.

Duas "origens" interessantes de Bee no longa são: o primeiro veículo ao qual ele se transformou - um Fusca - e a perda da sua voz; o personagem é conhecido por se comunicar por meio de estações de rádio por conta da sua condição. Além disso, o Exército também tem contato com os Transformers, algo compreensível pelo rumo das histórias que vem depois dessa, afinal, eles já são iniciados na pesquisa sobre esses alienígenas. 

Curiosidade: Esse foi o único longa da saga que não contou com a direção de Michael Bay; quem ocupou o cargo foi  Travis Knight, de Kubo E As Cordas Mágicas

Transformers (2007)

 

O primeiro longa-metragem em live-action dos robôs gigantes. O confronto entre os Autobots e os Decepticons continua, dessa vez, por meio do Allspark, uma unidade de poder cúbica localizada na Terra; os primeiros querem deixá-lo fora do alcance de qualquer um pelo possível perigo, enquanto o líder dos vilões, Megatron (Hugo Weaving), quer controlá-lo. 

O antagonista em questão - sem dúvida o principal da franquia - tem a sua descoberta no nosso planeta revelada. Ele estava congelado e quem o achou foi o Capitão Archibald Witwicky (Shia LaBeouf) e a sua tripulação de marinheiros em 1897. 

O fato fez com que a localização do Allspark ficasse gravada nos seus óculos, objeto que foi herdado pelo seu tataraneto Sam Witwicky (Shia Labeouf). Esse, por sua vez, é um dos principais personagens humanos da saga e, junto com a Charlie de Bumblebee, se torna um dos melhores amigos do robô amarelo - inclusive, mostrando a sua transformação de Fusca para Camaro. 

A história traz Sam nos últimos anos do colégio e se passa no tempo presente, portanto 2007. A explicação de quem são os Autobots e os Decepticons também acontece de modo mais didático quando o líder alienígena dos heróis, Optimus Prime (Peter Cullen), se apresenta ao protagonista e ao interesse amoroso dele, Mikaela Banes (Megan Fox), com a sua equipe. 

Curiosidade: O longa recebeu três indicações no Oscar 2008: Melhor Mixagem de Som, Melhor Edição de Som e Melhores Efeitos Visuais. 

Transformers: A Vingança Dos Derrotados (2009)

 

A primeira sequência de Transformers se passa exatamente na época em que foi lançado, pois o ponto de partida da trama é Sam indo para a faculdade; ou seja, dois anos após os acontecimentos do longa original. 

Na trama, Sam começa a enxergar símbolos alienígenas e descobre que a sua relação com os robôs fez dele uma localização viva para outra fonte de poder, que está no Egito há vários séculos. Dessa vez, é uma adaga que se colocada em uma máquina construída sob uma pirâmide destruirá o Sol. 

O vilão que deseja essa conquista é Fallen (Tony Todd), um ex-Prime traidor da sua linhagem. Aliás, o antagonista afirma que apenas um Prime pode derrotá-lo, o que nos faz entender a importância e o poder milenar de Optimus. O líder heróico, por sua vez, enfrenta uma nova batalha com a sua equipe e, inclusive, chega a morrer e ser ressuscitado na história. 

A Inteligência norte-americana volta a ser um ponto central na trama, pois quem ajuda Sam e o seu grupo a localizar a fonte de ponder é Simmons (John Turturro), ex-agente do Setor 7 - unidade secreta militar apresentada no longa original. Ele continuou a pesquisar sobre os alienígenas após sair do seu posto e mostra uma foto para Sam de 1932 com os mesmos símbolos que ele vê. 

Curiosidade: Um Decepticon desertor, Jetfire (Mark Ryan), é um Transformer idoso que diz que o seu pai foi a primeira roda. O objeto foi criado por volta de 3.500 A.C., portanto, mesmo sendo um detalhe que funciona como piada, também é uma pista da longevidade dos Transformers na Terra. 

Transformers: O Lado Oculto Da Lua (2011)

 

O terceiro longa da saga também segue a linha temporal tradicional na sua trama principal, ou seja, se passa em 2011. Na trama, Sam é um herói de guerra pelos seus feitos nos longas anteriores, mas nem por isso tem um emprego e segue com os seus desafios "comuns" e característicos do personagem. 

Já os Autobots ajudam os humanos em suas questões militares, o que acaba por colocá-los de volta na Guerra Fria. O motivo é a revelação dos itens de uma nave de Cybertron que foi parar na Lua em 1961, durante a corrida espacial entre Estados Unidos e União Soviética - a missão Apollo 11, em 1969, faz parte da descoberta desse veículo dos Transformers. 

Os segredos dessa jornada revivem Sentinel Prime (Leonard Nimoy). Como o seu nome entrega, ele é parte da poderosa linhagem dos Transformers, mas muda para o lado do mal. Junto com ele, uma invasão alienígena destruidora ameaça o planeta Terra. 

Curiosidade: O filme é marcado pela saída de Megan Fox da franquia e o interesse amoroso de Sam foi substituído por Rosie Huntington-Whiteley, a Carly. A atriz não participou do longa por desentendimentos com o diretor Michael Bay. 

Transformers: A Era Da Extinção (2014)

 

O quarto longa é o que mostra o primeiro contato dos alienígenas com a Terra, o que ocorreu há milhões de anos quando os dinossauros - não à toa os Dinobots marcam a sua estreia na saga - habitavam o planeta. A cena de abertura traz a destruição de muitos deles durante a invasão, portanto, se juntarmos esse fato com a época da extinção das criaturas, isso ocorreu há mais de 65 milhões de anos. 

O filme também marca o primeiro que não conta com a presença de Sam, que tem o seu protagonismo substituído pelo inventor e dono de uma pequena robótica Cade Yeager (Mark Wahlberg). O novo personagem aparece na franquia cinco anos após a batalha de O Lado Oculto da Lua, logo, em 2016.

Na trama, os robôs estão foragidos e são considerados criminosos... ou parte deles. O vilão Lockdown (Mark Ryan) está junto dos humanos e encabeça uma conspiração. O seu alvo é Optimus Prime, que acaba sendo achado ao acaso por Yeager. 

Curiosidade: No início do filme, o dono do velho cinema ao qual Optimus está abandonado diz que não gosta de sequências e refilmagens. A piada é claramente metalinguística, não só por se tratar do quarto longa da saga, como também pelo seu reinício com novos personagens e um intervalo maior de lançamento do seu antecessor. 

Transformers: O Último Cavaleiro (2017)

 

Nesse filme a franquia trouxe até o Rei Arthur (Liam Garrigan)! A introdução do longa começa há mais de 1600 anos, em uma guerra na Inglaterra. O principal gancho desse período com os Transformers é o famoso mago Merlin (Stanley Tucci) e o seu cajado intrinsecamente ligado aos alienígenas. 

A história atual se passa de um a três anos após os eventos de A Era da Extinção, portanto, entre 2017 e 2019. De um lado, Optimus encontra a sua criadora em uma Cybertron devastada e logo passa a ser controlado por ela. Assim, o seu alvo, como nunca no passado, é a Terra. 

O Transformer que o confrontará é Bumblebee, que atualmente forma um grupo foragidos com Cade Yeager e outros robôs. O cientista se torna uma espécie de justiceiro dos alienígenas no longa, que, apesar de estarem estabelecidos no nosso planeta, não estão em um clima completamente amigável. 

Curiosidade: O filme conta com o retorno de um personagem clássico do início da franquia, o Coronel William Lennox (Josh Duhamel).

Linha do tempo 

65 milhões (ou mais) A.C.: Primeira invasão dos Transformers à Terra.

Por volta de 400 D.C.: Merlin consegue o cajado alienígena.

1897: Capitão Archibald Witwicky acha Megatron soterrado no gelo.

1961: Nave de Cybertron chega à Lua.

1969: Humanos descobrem nave de Cybertron.

1987: Bumblebee abandona guerra civil de Cybertron e vem para a Terra procurar refúgio.

2007: Primeira grande batalha dos Transformers na Terra pelo Allspark.

2009: Batalha do Egito pela chave da arma destruidora de Sóis.

2011: Batalha de Chicago e nova invasão alienígena.

2016: Retorno dos Dinobots e batalha em Hong Kong. 

2017 - 2019: Revolta de Optimus Prime contra a Terra. 

Ordem de lançamento dos filmes 

Transformers

Transformers: A Vingança Dos Derrotados 

Transformers: O Lado Oculto Da Lua 

Transformers: A Era Da Extinção 

Transformers: O Último Cavaleiro 

Bumblebee 

Veja também: 

Velozes e Furiosos: Entenda a cronologia da franquia

Cronologia MCU: Entenda a Linha do Tempo dos Vingadores


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus