cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Deadpool 3: Kevin Feige confirma longa na Marvel e diz que será para maiores

    Personagem vivido por Ryan Reynolds vai integrar o Universo Cinematográfico da Marvel em breve
    Por Thamires Viana
    11/01/2021 - Atualizado há 3 meses

    Será que o Universo Cinematográfico da Marvel, mais conhecido como MCU, está preparado para a chegada de Deadpool? Bom, pelas palavras de Kevin Feige, presidente do estúdio, a resposta é 'sim'. 

     

    De acordo com o site Collider, o futuro do personagem vivido por Ryan Reynolds é de fato na Marvel após a compra da 20th Century Fox pela Disney. O terceiro filme do mercenário tagarela passará a integrar o MCU e chegará aos cinemas com classificação voltada para maiores de idade. 

     

    Feige revelou à publicação que Lizzie Molyneux-Loeglin e Wendy Molyneux estão trabalhando no roteiro, que conta ainda com a supervisão de Reynolds. As filmagens, no entanto, não devem começar antes de 2021. 

    “Será classificado como +18 e estamos trabalhando em um roteiro agora com Ryan supervisionando... Porém, não será filmado este ano. Ryan é um ator muito ocupado e de muito sucesso. Temos uma série de coisas que já anunciamos que precisamos fazer agora, mas é emocionante isso ter começado. Novamente, um tipo muito diferente de personagem no MCU, e Ryan é uma força da natureza, o que é simplesmente incrível vê-lo dar vida a esse personagem”.

     

    Deadpool 3

    Embora tenhamos a novidade sobre o terceiro longa, ainda não há informações sobre a trama ou os desdobramentos do destino do personagem de Reynolds. 

    Na franquia Deadpool, que já conta com dois filmes de sucesso, o mutante é o alter ego do personagem Wade Wilson, que sofreu experimentos que lhe deram poderes para tentar se curar de um câncer. 

    Com um humor muito ácido, a franquia se tornou uma das mais queridas pelo público e juntos os filmes somam a bagatela de US$ 1.5 bilhão de dólares.