Doação de fundador de revista ajuda a salvar letreiro de Hollywood

27/04/2010 10h38

Com o risco de ter o terreno dominado pelo mercado imobiliário, o letreiro de Hollywood passou por maus bocados, quase foi substituído por mansões, mas tudo terminou bem. O nome do salvador: Hugh Hefner, fundador da revista Playboy. Seu vínculo com o cinema, nenhum, além de influência nos seus sonhos e fantasias pessoais e profissionais.

A entidade Trust for Public Land precisava de US$ 12,5 milhões para fechar acordo com o grupo de investidores de Chicago Cahuenga Peak. Com a aquisição, um parque será incorporado a fim de tentar impedir que qualquer obra ameace o ponto turístico, cartão postal e marca do cinema americano.

“O sinal de Hollywood é a Torre Eiffel de Hollywood. Fico contente em ajudar a preservar um marco cultural tão importante", declarou Hefner, que doou US$ 900 mil à entidade. O anúncio de que o terreno seria comprado foi feito pelo ator e governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger.

Tom Hanks (Anjos e Demônios), Steven Spielberg (Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal), Rita Wilson (Na Trilha da Fama) e a joalheria The Tiffany & Co. também fizeram doações para salvar o letreiro. Will Rogers, presidente da Trust for Public Land, agradeceu a todas as pessoas que fizeram as doações: “E nós devemos um agradecimento especial para Hugh Hefner, que se adiantou no fim para acabar com essa diferença.”


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus