cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Aguardado, Duna finalmente é exibido ao público em festival; confira as reações

    Remake do filme de David Lynch estrelado por Timothée Chalamet estreia nos cinemas dia14 de outubro
    Por Da Redação
    06/09/2021 - Atualizado há 9 dias

    Uma das grandes atrações deste ano da 78.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Veneza, sem dúvida alguma, foi a exibição de Duna, novo filme do franco-canadense Denis Villeneuve. E após muita espera, muitos críticos do mundo tiveram a chance de conferir o título.

    Segundo as primeiras reações, o filme foi louvado pelos aspectos técnicos, embora tenha alguns problemas no roteiro. Mesmo assim, o título foi aplaudido no festival, no último sábado (4), por mais de oito minutos.

    A adaptação do livro de Frank Herbert acompanha de brinde os principais nomes em atividades em Hollywood no momento, como Timothée Chalamet, Zendaya, Oscar Isaac, entre outros. Mesmo sem concorrer ao prêmio Leão de Ouro — principal honraria do Festival de Veneza (no qual teria chances, afinal de contas, Coringa, de Todd Philipps, já saiu como campeão em 2019), a produção é extremamente aguardada entre fãs, críticos e nomes da indústria.

    Confira as primeiras reações de críticos a seguir.

    Trailer de Duna

    Recepção crítica direto do Festival de Veneza

    Veja o que os principais críticos do circuito disseram sobre o remake da produção de David Lynch

    De acordo com David Ehrlich, do Indiewire, "Apesar da visão inspiradora de Dennis Villeneuve, ele perde de vista o motivo pelo qual a obra-prima de ficção científica de Frank Herbert merece todo este espetáculo. Essas são as dificuldades de fazer um filme tão enorme que nem mesmo o diretor pode enxergar além dos seus sets."

    Richard Lawson, da Vanity Fair, também concordou quanto aos problemas da adaptação do material no livro para as telas, afirmando que "talvez o material base, com o seu interminável glossário de termos descrevendo lugares, pessoas, tradições religiosas e sistemas políticos, seja denso demais para ser traduzido em algo cinematograficamente ágil. O filme de Dennis Villeneuve parece apressado e arrastado em simultâneo, com muitos diálogos de exposição e preparação acontecendo em torno de seus cenários monolíticos."

    Sequência à vista?

    Embora uma sequência de Duna ainda não tenha sido anunciada, é provável que - caso a produção alcance um sucesso acima do esperado - Warner aposte em um retorno do remake do título para um segundo capítulo. Quanto à possibilidade de um mais um filme, Ben Travers, da Empire, mostrou receio. 

    "Embora Dune já pareça uma conquista surpreendente, não há como contornar o fato de que é apenas metade da história - e, ao contrário da O Senhor dos Anéis, não há garantia de um As Duas Torres no próximo ano. (...) Mas, para citar Cloud Atlas (outro grande e ambicioso romance de adaptação - que falhou em definir as bilheterias há quase uma década), “um livro pela metade é, afinal, um caso de amor pela metade”, afirmando que fãs do romance original podem se decepcionar com o desenrolar da história nas telonas.

    Outra expectativa que traz uma comparação direta com Senhor dos Anéis, Clarisse Loughrey, do The Independent, comenta que o livro pode ter um legado similar à adaptação da trilogia de J.R.R. Tolkien nas telonas, caso Villanelle consiga revigorar o material com precisão: "A Duna de Villeneuve é o verme da areia explodindo na escuridão. É um filme de tal amplitude literal e emocional que oprime os sentidos. Se tudo correr bem, isso deve revigorar o legado do romance".

    Timothée Chalamet estrela DunaDivulgação (Warner Bros)

    Nossa opinião

    O Cineclick também assistiu, o crítico Daniel Reininger comentou que o filme "finalmente capturou a essência do livro, com uma trama realmente inspiradora e bem contada."

    Além disso, ele acrescentou. "É uma obra-prima e mal posso esperar para ver a sequência, que finaliza essa bela trama que encantou gerações nas páginas dos livros e agora fará o mesmo nas telas do cinema".

    Duna

    Duna é inspirado em um dos maiores clássicos literários da ficção científica escrito por Frank Herbert. A obra traz a desconstrução da realeza por meio da vivência em uma terra inóspita. Temas definitivos do gênero são abordados, como a religião e o meio ambiente.

    Além de Chalamet, o longa ainda trará Oscar Isaac (Star Wars: A Ascensão Skywalker) como o Duque Leto Atreides e Rebecca Ferguson (Missão: Impossível - Efeito Fallout) no papel da sua esposa, Lady Jessica. Outros nomes fortes no elenco são Josh Brolin (Vingadores - Ultimato), Zendaya (Euphoria) e Jason Momoa (Aquaman).

    Com direção de Denis Villeneuve (Blade Runner 2049), Duna está previsto para chegar aos cinemas em 22 de outubro

    Leia também