cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Entenda as duas cenas pós-créditos de Pantera Negra

    Diretor também comentou as cenas
    Por Daniel Reininger
    19/02/2018

    As cenas pós-créditos de Pantera Negra são importantes para o Universo Cinematográfico Marvel, mas nem todo mundo pegou o teor delas, que podem dar pistas sobre Vingadores: Guerra Infinita e ainda fecham bem as temáticas tratadas na produção. Então, a gente explica, com uma ajudinha do próprio diretor:

    + 10 motivos que explicam porque Pantera Negra é um dos melhores da Marvel

    Spoiler adiante, claro

    A primeira cena mostra o rei T'Challa discursando na Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a abertura de Wakanda ao mundo, algo crucial na batalha contra Thanos, afinal a Terra precisará da tecnologia da nação africana para evitar a aniquilação completa.

    T'Challa também critica o atual governo dos Estados Unidos. "Em um momento de dificuldade, sábios criam pontes, tolos criam barreiras", diz o Pantera Negra durante sua fala.

    + Easter Eggs que você não percebeu quando viu Pantera Negra

    O diretor Ryan Coogler falou sobre isso ao ET Online. "Quando as pessoas dizem 'este filme é um filme político' eu digo 'claro, Pantera Negra é um político'. É o primeiro filme da MCU sobre um político, então faz sentido que seja um filme político. E se este personagem tem que fazer um discurso de governo, que tipo de coisas ele diria?", comentou.

    Ele ainda explicou que a frase "Os tolos constróem barreiras. Os sábios constróem pontes" é um provérbio africano encontrado por ele e sua esposa durante a pesquisa para o longa. "Nós escrevemos isso quando Obama ainda era presidente", completa. 

    Ele ainda finaliza: "Eu me vi me inspirando em T'Challa e querendo que ele fosse real".

    A segunda cena pós-crédito mostra o destino de Bucky Barnes (Sebastian Stan). Ele é mostrado em uma aldeia, ao lado de Shuri (Letitia Wright), que o curou após T'Challa (Chadwick Boseman) tê-lo levado até Wakanda na cena pós-crédito de Capitão América: Guerra Civil. O lance é que as crianças o chamam de "Lobo Branco", o que sugere que Bucky pode assumir o papel do personagem das HQs criado em Wakanda por T'Chaka (John Kani) e conhecico como Hunter, que adulto se tornar o líder dos Cães de Guerra, a polícia secreta do país.

    Vale lembrar que a Marvel Comics lançou uma história em quadrinhos chamada Avengers: Infinity War Prelude #1 que mostra como Shuri colocou Bucky em coma induzido para poder estudar o seu cérebro e trazer de volta apenas a sua verdadeira personalidade. Obviamente, ele estará na luta contra Thanos, como vimos no trailer de Vingadores: Guerra Infinita.

    Na mesma entrevista, o diretor ainda explicou qual foi o pedido da Marvel Studios em relação à cena final: "Claramente é uma conexão, mas o estúdio não nos disse o que fazer. Era algo que nós queríamos e foi divertido porque a plateia, que conhece o MCU, sabe que Bucky está em Wakanda e seria legal, para as pessoas que aguardaram até o fim, ver como está o personagem que elas amam".

    Vingadores: Guerra Infinita está em cartaz no Brasil.