Entenda o que é a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e conheça os destaques

O tradicional festival começa nesta quinta-feira, dia 22 de outubro, e vai até o dia 04 de novembro

21/10/2020 17h10

Por Thamires Viana

A 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo começa nesta quinta-feira, dia 22 de outubro, e trará uma programação repleta de bons filmes para o público conferir até o dia 04 de novembro.

Entre apresentações especiais e competições, a programação completa conta com a exibição de 198 títulos de 71 países durante duas semanas. Um dos diferenciais, é que neste ano o festival será majoritariamente online, garantindo um alcance ainda maior ao promover sessões virtuais para todo o Brasil. 

Conheça mais sobre a história da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo e os destaques deste ano:

44ª Edição

Neste ano, grande parte da Mostra será na versão online devido à pandemia do coronavírus, portanto, os filmes de diferentes gêneros, tempo de duração e formatos serão exibidos em três plataformas - Mostra Play, o Sesc Digital e a Spcine Play - e algumas sessões ocorrerão em dois cinemas ao ar livre: Belas Artes Drive-In e o CineSesc Drive-in.

Com uma seleção especial do que o cinema mundial tem realizado, a edição de 2020 será dividida em cinco seções, sendo elas: Apresentação Especial, Competição Novos Diretores, Mostra Brasil, Mostra Brasil - Competição e Perspectiva Internacional.

O festival também trará o IV Fórum Mostra, que promete uma reflexão sobre os impactos da pandemia e o futuro do audiovisual.

História

Anualmente, os fãs de cinema são agraciados com duas semanas repletas de programações especiais nos cinemas de São Paulo. Trazendo filmes de diversos países, a Mostra integra não só o público assíduo da sétima arte, mas também àqueles que apreciam longas premiados e, muitas vezes, fora do circuito comercial.

Pôster - Edição 1 da Mostra Internacional de Cinema de SP

A primeira edição da Mostra Internacional de Cinema aconteceu na capital paulista entre os dias 21 e 31 de outubro de 1977, em comemoração aos 30 anos do Museu de Arte de São Paulo (MASP). Com um panorama cinematográfico repleto de censura e restrições à cinefilia na época, a programação da edição pioneira contou com 16 longas-metragens e 6 curtas, totalizando 22 produções de 16 países diferentes.

As sessões aconteciam no Grande Auditório do MASP e deu início à votação do público, modalidade usada até hoje para a premiação dos melhores filmes. Naquele ano, o Prêmio do Público foi para Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia, de Hector Babenco. Após o sucesso da 1ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, o festival se tornou um instrumento político contra a ditadura militar que ainda perpetuaria no país até à metade da década de 80.

Desde suas primeira edições, ela se consolidou como uma das mais populares do Brasil, estendendo gradualmente suas exibições para populares cinemas de rua em São Paulo. Ao longo dos anos, trouxe ao público filmes memoráveis para a história do cinema, como Billy Elliot (24ª edição, em 2000), Cinema, Aspirinas E Urubus (29ª edição, em 2005) e, mais recentemente, o primeiro vencedor sul-coreano do Oscar, Parasita (43ª edição, em 2019). 

Destaques de 2020

Confira os filmes que são destaques na edição de 2020 da Mostra de São Paulo:

Nova Ordem 
Direção: Michel Franco - Perspectiva Internacional

O longa mexicano Vencedor do Leão de Prata e do Leoncino d'Oro Agiscuola no Festival de Veneza, é o filme de abertura da 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Dirigido por Michel Franco, ele faz parte da seção Perspectiva Internacional e é ambientado na Cidade do México.

Sinopse: Enquanto a cidade ferve com protestos, em um bairro chique, um casamento luxuoso da elite mexicana dá errado. Uma revolta inesperada abre caminho para um violento golpe de Estado. Visto pelos olhos de Marianne, a jovem e simpática noiva, e dos criados que trabalham para —e contra— sua família abastada, o filme mostra o colapso de um sistema político, enquanto ele é substituído por algo ainda mais angustiante.

Exibição: O filme de abertura da Mostra será exibido na quinta-feira, dia 22 de outubro, às 19h30, no Belas Artes Drive-In. Ele estará disponível na plataforma Mostra Play à partir do dia 23 de outubro.

 

Coronation
Direção: Ai Weiwei - Apresentação Especial

Dirigido por Ai Weiwei, renomado diretor chinês que foi o grande homenageado com o Prêmio Humanidade na 41ª Mostra, em 2017, o documentário traz um apanhado sobre os esfroços do governo chinês para controlar a Covid-19 no país. As imagens foram feitas por cidadãos comuns que moram em Wuhan, primeira cidade a detectar o vírus.

Sinopse: Em 31 de dezembro de 2019, o primeiro caso do novo coronavírus foi confirmado em Wuhan. As autoridades chinesas negaram repetidamente que a transmissão de pessoa para pessoa era possível, ocultaram o número de pacientes diagnosticados e puniram a equipe médica por divulgar informações sobre a epidemia. Em 23 de janeiro de 2020, a cidade foi colocada sob lockdown e, logo, a Covid-19 tornou-se uma pandemia global. Coronation examina o controle político do Estado chinês do primeiro ao último dia do lockdown em Wuhan. O filme registra a resposta militarizada e brutalmente eficiente do governo para controlar o vírus, os amplos hospitais de campanha que foram erguidos em questão de dias, os 40 mil médicos e enfermeiros que foram trazidos de ônibus de toda a China, além dos moradores locais, que foram trancados em casa. Ai Weiwei dirigiu, produziu e completou a pós-produção do longa remotamente da Europa. 

Exibição: Disponível na plataforma Mostra Play à partir do dia 22 de outubro. 

 

Casa de Antiguidades 
Direção: João Paulo Miranda Maria - Mostra Brasil

O único filme latino americano na seleção do Festival de Cannes de 2020 foi o nacional estrelado por Antônio Pitanga e dirigido por João Paulo Miranda Maria. O longa também foi exibido nos Festivais de Toronto e San Sebastian e é um dos cinco cotados para concorrer ao Oscar 2021 na categoria de Melhor Filme Internacional.

Sinopse: Ambientado no Brasil atual, o filme retrata Cristovam, um homem negro do norte rural, que se muda para uma antiga colônia austríaca, no sul do país, para trabalhar em uma fábrica de leite. Diante de conservadores xenófobos, ele se sente isolado e alienado do mundo branco. Cristovam descobre uma casa abandonada, cheia de objetos e recordações que o lembram de suas origens. Ele se instala ali, reconectando-se com suas raízes. Como se esta casa de memória estivesse viva, mais objetos começam a aparecer. Lentamente, Cristovam passa por uma metamorfose. 

Exibição: Disponível na plataforma Mostra Play à partir do dia 22 de outubro. Também terá uma sessão especial no Belas Artes Drive in, localizado no Memorial da América Latina, no dia 31 de outubro, às 21h15.


17 Quadras
Direção: Davy Rothbart - Competição Novos Diretores

Exibido nos festivais de Tribeca, em Nova York, e Karlovy Vary, na República Checa, 17 Quadras é o segundo longa-metragem do diretor Davy Rothbart e integra a seção Competição Novos Diretores. O documentário retrata a permanente crise de uma nação em meio à violência abrangendo um bairro americano. 

Sinopse: Em 1999, a família Sanford começou a filmar sua rotina em um perigoso bairro de Washington, a apenas 17 quarteirões do Capitólio dos Estados Unidos. Realizado em colaboração com o cineasta e jornalista Davy Rothbart, o documentário foca personagens de quatro gerações dos Sanford: Emmanuel, um estudante dedicado; seu irmão Smurf, um traficante de drogas local; sua irmã Denice, uma aspirante a policial, e a mãe deles, Cheryl, que deve lidar com os próprios demônios para promover o bem-estar da família. Abrangendo duas décadas, o filme retrata a permanente crise de uma nação, por meio de uma jornada crua, comovente e profundamente particular.

Exibição: Disponível na plataforma Mostra Play à partir do dia 22 de outubro.

 

Mães de Verdade
Direção: Naomi Kawase - Perspectiva Internacional

O longa da diretota Naomi Kawase foi exibido nos festivais de Toronto, no Canadá, e San Sebastián, na Espanha, e é um dos grandes destaques dessa edição trazendo uma emocionante história sobre adoção e suas consequências.

Sinopse: Após um longo e frustrado esforço para engravidar, e convencidos pelo discurso de uma associação de adoção, Satoko e o marido decidem adotar um menininho. Alguns anos depois, a paternidade do casal é abalada por uma garota desconhecida e ameaçadora, Hikari, que finge ser a mãe biológica da criança. Satoko, então, resolve confrontar Hikari diretamente.

Exibição: Disponível na plataforma Mostra Play à partir do dia 22 de outubro.

 

Ladrões de Cinema 
Direção: Fernando Coni Campos - Um Olhar sobre Fernando Coni Campos

O longa nacional lançado em 1977 ganhará uma reexibição na seção Um Olhar sobre Fernando Coni Campos, que homenageia o cineasta brasileiro dedicando uma programação especial a três de seus principais títulos.

Sinopse: Durante o Carnaval, no Rio de Janeiro, uma equipe de cineastas norte-americanos têm seu material de filmagem roubado no bloco que eles estavam documentando. Os ladrões, do morro do Pavãozinho, resolvem eles mesmos fazer um filme, tendo a Inconfidência Mineira como tema. A população da comunidade adere à ideia com o mesmo espírito da preparação de uma escola de samba, com exceção de Silvério, que preferia vender o equipamento e dividir o dinheiro. A obra é realizada, mas a polícia recupera o material e prende os larápios. Os americanos, então, levam o filme para os Estados Unidos, lançando-o com o título Sweet Thieves, com sucesso de público e crítica.

Exibição: Disponível na plataforma Mostra Play à partir do dia 22 de outubro.

Serviço

Para garantir o acesso às exibições online, a 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo criou uma plataforma própria chamada Mostra Play.

Nela, todos os filmes poderão ser vistos com ingressos a R$ 6,00 por visualização, mas fique atento pois haverá um número limitado de visualizações por filme. Além da Mostra Play, o festival também terá exibições de alguns de seus filmes nas plataformas Spcine Play e Sesc Digital.

Ingressos online:

Com preços a R$ 6,00, o espectador terá três dias para assistir aos títulos escolhidos após a aquisição dos ingressos e 24 horas a partir do acesso a cada um.

Vale pontuar que alguns títulos só estarão disponíveis por 24 horas, como o longa de abertura, Nova Ordem. Outros só entrarão na plataforma na segunda semana do evento, a pedido dos respectivos produtores. Então fique atento à programação.

Ingressos para exibições em drive-in:

BELAS ARTES DRIVE-IN
Memorial da América Latina – Entrada pela Rua Tagipuru s/no. – Portão 2.
Valores de Ingresso: R$60,00 para carro com até 4 pessoas
Capacidade: 100 carros

CINESESC DRIVE-IN | Sesc Parque Dom Pedro II
Unidade Sesc Parque Dom Pedro II – Praça São Vito s/n | Centro
Valores de Ingresso: R$40,00 para carro com até 4 pessoas
Capacidade: 30 carros

Para maiores informções sobre a programação completa, acesse o site oficial da Mostra.


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus