cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    "Improvisei na hora", diz ator de Falcão e Soldado Invernal sobre dancinha que viralizou

    Conversamos com Daniel Brühl, o Zemo, e Adepero Oduye, a Sarah Wilson, da série de sucesso
    Por Daniel Reininger
    08/04/2021 - Atualizado há 5 meses

    Falcão e Soldado Invernal se tornou um sucesso e dois personagens coadjuvantes chamaram a atenção dos fãs mais do que ninguém: Barão Zemo, vivido por Daniel Brühl (Adeus Lênin!), e Sarah Wilson, interpretada por Adepero Oduye (Flores de Aço). 

    Com a dancinha de Zemo bombando na internet e Sarah se tornando uma favorita dos fãs, tivemos a oportunidade de entrevistar os dois e ter uma noção melhor de seus personagens e da série.

    Daniel, por exemplo, comentou sobre a escala do programa, a relação com Bucky e como foi para o personagem passar trancado por cinco tantos anos. "Como pode imaginar não foi agradável apodrecer numa prisão alemã, mas isso o permitiu pensar, fazer planos, jogar xadrez e descobrir como poderia fugir. Com certeza ele não esperava Bucky aparecer e oferecer uma maneira de sair de lá".

    Oduye revelou que ama ouvir BTS, que o clima no set era maravilhoso e entrar para a Marvel fez as pessoas prestarem mais atenção à sua carreira. "É sensacional fazer parte do MCU e dessa história que trata de muitos problemas que as pessoas enfrentam atualmente”.

    Saiba um pouco mais sobre a série e seus bastidores:

    Viral

    Para começar, o ator comentou a dancinha do Zemo, que viralizou após o terceiro episódio da série. "Foi muito engraçado, porque a ideia apareceu no dia e foi improvisada, mas achei que seria bom para Zemo colocar pra fora alguma pressão e com aquela cena, pensei que Zemo precisava de um pouco de dança depois de ficar na prisão por cinco anos.

    O ator também comentou sobre a reação dos atores Anthony Mackie e Sebastian Stan. "Eu achei muito divertido como Sam e Bucky reagem à dança, eles estão claramente incomodados, e eu acho que essa seria a tática de Zemo para não chamar a atenção na balada ao se misturar", conta. 

    O ator ficou impressionado com a reação de amigos e fãs e enalteceu a Marvel por permitir esse tipo de improviso. "Eu tinha certeza que cortariam esse momento, mas eu amo o fato de não terem feito isso. Isso é o maravilhoso de filmar com a Marvel, porque você nunca se sente preso. Se você oferece algo diferente, eles o deixam fazer. E isso chegou ao corte final e me deixou muito feliz!".

    Dancinha de Zemo

    Marvel Studios na TV

    Sobre a diferença entre filmar um filme da Marvel Studios e uma série, o ator comentou que não existe muita diferença. "É impressionante como conseguem manter a qualidade alta. Fiquei pensando como eles conseguem criar aquele sentimento cinematográfico em um show para a TV”.

    A comparação é inevitável e o estúdio entende isso. “As pessoas vão comparar com os longas e, por isso, fiquei impressionado com a qualidade do show, parece um filme de seis horas dividido em seis episódios. Era tudo gigantesco e isso é o que eu amo como ator, com a Marvel você sempre se sente uma criança de 12 anos em um parque de diversões andando uma montanha russa gigante", comenta.

    Apesar da dimensão, a Marvel foca muito nas pessoas. “Isso é tão legal e filmamos em locais lindos. Moro no Brooklyn e ver algo diferente foi ótimo. E todo mundo foi tão simpático e legal, é um mundo enorme, mas parece algo pequeno focado nas pessoas. Foi ótimo aparecer todo dia para trabalhar e atuar com Antony foi maravilhoso, eu me sentia na história. Toda a energia no set era incrível”.

    Além disso, a série trata de assuntos realistas. “Você não pode simplesmente abrir mão do escudo do Capitão América e esperar que isso não tenha consequências e agora muitos de nós estão se perguntando sobre o que significa ser cidadão de um país ou outro, onde está minha responsabilidade, onde está meu poder e tudo isso é tratado na série, especialmente com Sam Wilson. Além disso, vemos como o passado se repete e temos visto isso na série e na vida real.”, comenta Oduye.

    Sobre a inclusão promovida pela Marvel, Adepero Oduye "É a vida real, nós somos humanos e isso é o maravilhoso de contar histórias. É a chance de entrar na vida de uma pessoa e se relacionar com aquela luta pessoal. Nós precisamos nos ver refletidos na mídia e isso tem acontecido cada vez mais. Temos mais coisas em comum, do que temos diferenças e precisamos lembrar disso".

    Personagens aprofundados

    Na opinião de Daniel, Zemo não é nem vilão e nem herói. "Nem ele mesmo o consideraria um herói para as pessoas que o apoiam, mas ele também não é um vilão clichê e isso sempre me atraiu no papel. Quando falei com Kevin Feige (Presidente da Marvel) sobre o papel pela primeira vez, ele não parecia querer um personagem maligno que faz o que faz sem motivos, mas um cara que sofreu muito, perdeu sua família e tem motivações bem humanas", explica.

    Ele é uma pessoa que sofreu e por isso age como age. "Embora eu discorde dos seus métodos radicais, simpatizo com sua dor. Sam e Bucky também estão traumatizados após a perda de seu amigo e é interessante ver os três lidando com a dor", comenta.

    O ator deixa claro que entende de onde Zemo vem. “É impossível defender suas ações, porque sou contra extremismos e não concordo com o que ele fez. Ele é contra pessoas brincando de deuses, porque é um poder é perigoso, não importa nas mãos de quem esteja”, explica.

    Para fechar, o ator deixa claro que Zemo, Sam e Bucky se conectam em um nível muito pessoal. “No fundo, apesar das diferenças entre eles, existe muito respeito entre esses três personagens”.

    Para Adepero, as relações são realistas e profundas. “Isso é o que acontece na vida real e é possível sentir o amor e respeito entre esses personagens, especialmente entre Sam e Sarah”, finaliza.

    Os irmãos Sam e Sarah Wilson em Falcão e Soldado InvernalReprodução

    A série

    Na trama, depois de receber o manto de Capitão América, Sam Wilson desiste de seguir seu legado e acaba por se juntar a Bucky Barnes em uma investigação que suas habilidades à prova enquanto eles lutam contra o grupo anarquista de seres poderosos conhecido como Apátridas.

    A série está na Disney+ e ganha capítulos semanais. Veja o trailer final:

    Veja mais