cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Especialista diz que Shia LaBeouf precisa de "período de silêncio"

    Ator de Transformers e Ninfomaníaca foi preso depois de perturbar a ordem durante um espetáculo
    Por Roberto Guerra
    29/06/2014
    Shia LaBeouf

    Jason Maloni, vice-presidente sênior da Levick, empresa de comunicação especialista em orientar famosos, aconselhou Shia LaBeouf a sumir do mapa por uns tempos depois que foi preso durante a apresentação de uma espetáculo da Broadway e acusado de desordem.

    "Ele precisa de um período de silêncio. Precisa parar de frequentar as páginas policiais e de fofoca e voltar a aparecer na seção de críticos de cinema e teatro", disse Maloni em entrevista ao Fox 411. "Há sempre uma esperança. A vantagem que um artista tem é a enorme capacidade de reconstruir sua reputação. É só lembrarmos de Robert Downey Jr. Acho que Shia pode fazer a mesma coisa", conclui.

    LaBeouf estava assistindo a uma apresentação de Cabaret na última quinta-feira (26) à noite quando os problemas começaram. O ator acendeu um cigarro e deu um tapa no traseiro de Alan Cumming quando o cantor aravessou os assentos para chegar ao palco. Não bastasse, começou a gritar no meio da encenação até que foi convidado a sair. Se recusou e ainda soltou o famigerado "Você sabe quem eu sou?" aos berros.

    Acabou algemado, preso e agora responde às acusações de conduta desordeira, transgressão criminosa e assédio. Vale lembrar que esta não é a primeira confusão em que LaBeouf se mete. Em fevereiro, abandonou uma coletiva de imprensa do Festival de Berlim e apareceu para a sessão de estreia de Ninfomaníaca com um saco de papel na cabeça com a inscrição: "Eu não sou mais famoso." Também foi acusado de plagiar um curta-metragem e de se envolver numa briga de bar em Londres.