cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Fábio Porchat é um gênio da comédia dentro e fora das telas

    É um dos maiores comediantes do Brasil na atualidade

    Por Redação
    01/07/2022 - Atualizado há cerca de 1 mês

    Fábio Porchat é, sem dúvidas, uma das personalidades mais engraçadas do Brasil. Ele começou a ganhar destaque em 2005, quando montou a peça Infraturas, composta por esquetes de sua autoria na qual contracenava com Paulo Gustavo sob direção de Malu Valle e, depois disso, conquistou o Brasil com filmes, séries e, claro, com o Porta dos Fundos.

    Saiba mais sobre a carreira de Fábio Porchat: 

    Vida e carreira

    Fábio Porchat de Assis nasceu no Rio de Janeiro em 1 de julho de 1983. Ator, diretor, dublador, produtor, roteirista, humorista e apresentador de televisão brasileiro, é filho do político, roteirista e empresário Fábio Ferrari Porchat de Assis e de Isabella Robinson. 

    Morou em São Paulo até os 19 anos de idade e, em 2002, fez sua primeira apresentação no Programa do Jô. Fábio foi com sua turma da faculdade do primeiro ano do curso de administração da ESPM ao programa e, num dos intervalos da gravação, enviou um bilhete ao apresentador Jô Soares, explicando que gostaria de encenar uma esquete de sua autoria.

    Jô chamou Fábio ao palco, que encenou sua esquete – um diálogo entre Rui e Vani, personagens da série Os Normais. Ao final, foi muito aplaudido e elogiado pelo apresentador.

    Depois disso, mudou-se para o Rio de Janeiro e cursou Artes Cênicas na CAL (Casa de Arte das Laranjeiras), onde se formou em 2005.

    Televisão, cinema e mais

    Porchat fez parte do quadro de redatores do programa humorístico Zorra Total, da Rede Globo, no qual também participou como ator. Posteriormente, ainda escreveu para o programa Junto e Misturado e foi roteirista na equipe do programa dominical Esquenta.

    Fábio Porchat também é autor de várias peças teatrais encenadas principalmente no Rio de Janeiro. Em 2006, iniciou sua participação no primeiro grupo de stand-up comedy do Brasil, o Comédia em Pé, juntamente com Cláudio Torres Gonzaga, Fernando Caruso, Léo Lins e Paulo Carvalho, um dos principais espetáculos de stand up comedy no Brasil. Em 2007 obteve o segundo lugar no Festival de Curtas do canal AXN, com o O Lobinho Nunca Mente, que escreveu com Ian SBF, diretor do curta.

    Em 2010 lançou seu show solo de stand-up, Fora do Normal, que foi apresentado em diversas cidades do Brasil. Fez parte do programa Junto & Misturado e foi protagonista do longa Vai que dá certo, comédia dirigida por Maurício Frias, com Bruno Mazzeo e Danton Mello.

    Como dublador, Porchat emprestou sua voz para as personagens Olaf, na animação Frozen, da Disney, entre outros.

    Em 2012, Fábio Porchat criou, com Antonio Tabet, Gregório Duvivier, João Vicente de Castro e Ian SBF, uma produtora de vídeos para Internet – a Porta dos Fundos, na qual escreve e atua em esquetes de humor exibidas em canal do YouTube. Em pouco tempo, o grupo tornou-se um sucesso, consolidando Fábio como um dos mais notáveis humoristas do Brasil.

    Em 2016, foi contratado pela Rede Record para conduzir um programa de entrevistas no final da noite, continuando no canal pago Multishow. Em 2017, o ator criou o "Prêmio Humor Fábio Porchat" voltados para apenas espetáculos do gênero.

    Desde 2019, apresenta o divertido Que História É Essa Porchat?, uma série que explora as boas histórias de famosos e anônimos que queiram compartilhar experiências, sejam elas inesquecíveis, engraçadas ou até assustadoras.

    Homens?

    Um exemplo da capacidade de fazer rir de Pocrhat é a série Homens?, uma das grandes séries nacionais de comédia da atualidade. Com parte do elenco do coletivo de humor do Porta dos Fundos, o projeto é marcado pelas risadas ininterruptas, mas também não deixa de provocar reflexões no espectador. 

    Como o próprio título diz, os personagens principais são formados por pessoas do gênero masculino, o que traz um debate sobre o comportamento delas. Logo, os elementos femininos da trama são tão importantes quanto eles, pois geram o ponto de partida dos debates. 

    A premissa mostra o protagonista Alexandre com problemas de ereção. Nessa condição, ele recebe muitos conselhos do seu grupo de amigos, que são homens com um pensamento muito retrógrado, especialmente com relação às mulheres. 

    Novo filme

    O comediante estrela em breve o filme O Palestrante. Na trama, Guilherme é um contador que trabalha a vida inteira na mesma empresa, depois de ser mandado embora não sabe mais o que fazer. 

    Ao viajar para o Rio de Janeiro, no desembarque, encontra uma pessoa com uma placa: Marcelo Gouveia. Ele assume o lugar do homem, que é um palestrante motivacional e, assim, vai tentar achar uma razão própria para viver.

    O longa estreia em 4 de agosto nos cinemas brasileiros. Veja o trailer:

    Veja mais