cineclick-logo
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • Fale Conosco|Política de Privacidade
    © 2010-2020 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Fargo é melhor do que Breaking Bad, mas você não está preparado para essa conversa

    A série baseada no filme dos irmãos Coen é simplesmente incrível
    Por Daniel Reininger
    09/01/2021 - Atualizado há 13 dias

    Fargo é aquele tipo de série que acaba não recebendo a atenção que merecia. Enquanto programas como Breaking Bad se tornam sensações mundiais. Com isso, séries magníficas ficam escondidas e se tornam restritas a um pequeno público cativo.

    Exatamente por isso, essa matéria chega para te convencer a assistir esse programa marcante, porque sabemos que as chances de você gostar dessa série tanto quanto de Breaking Bad são imensas. Vamos lá?

    Fargo

    Para quem não sabe, a série é baseada no filme ganhador do Oscar dirigido pelos irmãos Coen. Na premiação da academia, o longa venceu nas categorias de Melhor Atriz (Frances McDormand) e Melhor Roteiro Original e foi indicado nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator Coadjuvante (William H. Macy), Melhor Fotografia e Melhor Edição.

    Já a série traz o mesmo humor ácido e drama do filme. Criada por Noah Hawley, para o antigo canal FX, é inspirada no filme Fargo, que conta com Joel e Ethan Coen, ambos são como produtores executivos, ao lado de Hawley. 

    A série está em sua quarta temporada e segue um formato de antologia, ou seja, cada ano conta uma história independente, sempre com novos personagens, apesar de haver uma pequena ligação entre as histórias. Além disso, cada temporada traz grandes referências aos filmes dos irmãos Coen.

    A série consegue ser até mais engraçada do que o filme, além de mais sombrio. Os Coen conseguiram atuações brilhantes de seus atores no cinema e fazem o mesmo aqui, especialmente Billy Bob Thornton, que é um magnífico monstro-sociopata, e Martin Freeman, sempre hilário e genial. Entretanto, os atores de todas as temporadas merecem elogios.

    É importante apontar: a primeira temporada não é uma adaptação do filme e só na metade percebemos que ambos compartilhavam o mesmo universo. Mesmo assim, seus personagens principais deveriam reproduziam elementos vistos nos papéis de Marge, vivida por Frances McDormand, e Jerry Lundegaard, papel de William H. Macy. A história também trazia elementos e imagens que nos remetiam ao longa.

    Até por isso, a terceira temporada foi a mais ousada até agora, com uma tentativa de entregar uma história desvinculada de qualquer coisa pré-existente e com uma história original, livre dos limites do filme e das expectativas de seus fãs. Não é tão boa quanto as outras três, porém mostra que até quando perde qualidade, funciona bem.

    Fargo é uma tentativa bem-sucedida de adaptar as peculiaridades de seu equivalente cinematográfico, enquanto cria novas tensões dramáticas que faz com que valha a pena assistir ao programa.

    Tramas

    1.ª Temporada (2014)

    Em janeiro de 2006, Lorne Malvo (Billy Bob Thornton) chega à pequena Bemidji, uma cidade do estado do Minesota e, com sua malícia, começa a influenciar a população. Enquanto isso, a policial Molly Solverson (Allison Tolman) e o policial Gus Grimly (Colin Hanks) se unem para solucionar uma série de crimes que eles acreditam estarem ligados a Malvo.

    2.ª Temporada (2015)

    A trama acompanha a trajetória do policial Lou Solverson (Patrick Wilson), recém-vindo da Guerra do Vietnã. Situada no ano de 1979, ocorrem vários assassinatos em uma lanchonete em Sioux Falls, Dakota do Sul, frequentemente mencionados durante a primeira temporada da série e investigados por Lou.  

    3.ª Temporada (2017)

    Em 2010, o agente de condicional da cidade de St. Cloud, Ray Stussy (Ewan McGregor), e sua namorada Nikki Swango (Mary Elizabeth Winstead) tentam roubar um valioso selo antigo, mas o plano não funciona e acaba em duas mortes. Um dos mortos, é o padrasto da chefe de polícia de Eden Valley, Glória Burgle (Carrie Coon).

    4º  Temporada (2020)

    O chefe de um sindicato do crime afro-americano vai à guerra contra a máfia italiana em Kansas City, Missouri, durante os anos 1950.

    Continua após o anúncio

    Comparação

    Breaking Bad é ótima, não me entenda mal, entretanto,  é uma série sobre dois personagens, com foco realmente em um deles apenas. As dinâmicas são simples e basicamente acompanham um professor de química em ascensão no mundo do crime e como isso impacta sua vida. É muito bem feita, mas os temas apenas se renovam dentro da mesma dinâmica.

    Já no caso de Fargo, até por ser uma antologia, podemos conhecer diversos personagens tão interessantes quanto Walter White ou Jesse Pinkman e as apostas são ainda maiores, porque a série não depende deles para sobreviver. 

    Dito isso, essa liberdade ainda permite contar arcos mais complexos e intrincados, já que o aprofundamento dos personagens vem exatamente de como lidam com o crime, o perigo e as pessoas ao seu redor e as consequências de seus atos, que chegam muito antes.

    Se você gosta de Breaking Bad, precisa dar uma chance à Fargo. Elas têm diversos pontos em comum, mas o humor ácido, tramas e personagens dessa série têm tudo para lhe cativar.

    Onde assistir

    A série Fargo está disponível na Netflix. Veja o trailer:

    Trailer da primeira temporada de Fargo