Festival de Finos Filmes chega à sétima edição com debates online

Evento acontecerá entre os dias 30 de junho e 05 de julho no Youtube do MIS

23/06/2020 16h45

Por Thamires Viana

O Festival de Finos Filmes anunciou a data de início para exibir seus debates diretamente no canal de YouTube do Museu da Imagem e do Som (MIS). O público poderá conferir as novidades entre os dias 30 de junho e 05 de julho, e a abertura reunirá Ana Maria Gonçalves e Lázaro Ramos.

Criado e dirigido pelo cineasta Felipe Poroger, o festival terá curtas-metragens como pontos de partida para debates sobre política, cultura, identidade, filosofia e outros. Em seis dias de festival, serão seis debates abertos ao público.

Além de Ana Maria e Lázaro Ramos, os nomes já confirmados nos debates são Isabela Reis, Alice Marcone, Dina Alves, Helena Ignez, Sarah Oliveira, Eliane Caffé, Eugênio Bucci, Sthefany de Paula, Yasmin Santos, Christiane Jatahy, Silvana Bahia, Rita Mattar, João Paulo Miranda, Laís Bodanzky e Pastor Henrique Vieira.

Esse será um festival de cinema beneficente, já que cada um dos debates exibidos no Youtube do MIS será vinculado a uma instituição que precisa de doações. Os internautas poderão fazer uma doação diretamente na conta das instituições enquanto conferem os debates.

Dos seis debates previstos no Festival, um deles será assinado pelo Atelier: João Paulo Miranda, diretor de "Casa de Antiguidades", selecionado para a Competição Oficial de Cannes 2020, conversa com a presidente da Spcine, Laís Bodanzky, sobre a situação atual do cinema brasileiro.

A seleção do VII Festival de Finos Filmes é composta por 13 curtas-metragens, escolhidos dentre mais de 200 enviados durante período de inscrição. Todos os filmes estarão disponíveis no Spcine Play a partir de 25 de junho. Dentre os escolhidos, curtas de São Paulo, Pernambuco, Santa Catarina, Minas Gerais e Distrito Federal.

Os debates e filmes são:

30 de junho, 20h: Ana Maria Gonçalves e Lázaro Ramos, com mediação de Isabela Reis. Debate a partir dos filmes "Sem Asas" (Renata Martins) e "A Morte Branca do Feiticeiro Negro" (Rodrigo Ribeiro).

01 de julho, 18h: Dina Alves, Helena Ignez e Alice Marcone, com mediação de Sarah Oliveira. As quatro falam sobre corpo e liberdade, a partir dos filmes "Carne" (Camila Kater), "Liberdade é uma Palavra" (Stephanie Ricci) e "Bonde" (Asaph Luccas).

02 de julho, 18h: Eliane Caffé, Eugênio Bucci e Sthefany de Paula, com mediação de Yasmin Santos. Falam sobre produção de imagens e filmes como instrumento de resistência, a partir de "Imagens de um Sonho" (Leandro Olímpio) e "Conte Isso Àqueles que Dizem que Fomos Derrotados" (Aiano Bemfica, Camila Bastos, Cristiano Araújo, Pedro Maia de Brito).

03 de julho, 18h: Christiane Jatahy e Silvana Bahia, com mediação de Rita Mattar, discutem arte, memória e tecnologia a partir do filmes "Recoding Art" (Bruno Moreschi, Gabriel Pereira), "Luis Humberto: O Olhar Possível" (Mariana Costa, Rafael Lobo) e "Sangro"(Tiago Minamisawa, Bruno Castro e Guto BR).

04 de julho, 15h: - Dia dedicado ao Cinema Brasileiro – Debate com João Paulo Miranda, diretor de "Casa de Antiguidades", selecionado para a Competição Oficial de Cannes 2020. Mediação da presidente da Spcine, Laís Bodanzky. Os dois falam sobre o filme de João e a situação do cinema brasileiro atual. Convidados surpresa, ligados ao cinema nacional, aparecerão nessa live.

05 de julho, (horário a confirmar): Pastor Henrique Vieira fala sobre tempo e política, a partir dos filmes "Aos Cuidados Dela" (Marcos Yoshi), "Baile" (Cintia Domit Bittar) e "Guaxuma" (Nara Normande). Mediação de Felipe Poroger.


Deixe seu comentário
comments powered by Disqus