cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Festival de Gramado abre com chuva, frio e homenagem à Glória Pires

    Estrela de Flores Raras, filme que inaugurou evento, atriz recebe Troféu Oscarito
    Por Roberto Guerra, enviado especial a Gramado
    09/08/2013
    Glória Pires Gramado

    Chuva, vento e temperatura na casa do 6º C marcaram a abertura da 41ª edição do Festival de Gramado, que teve a tradicional apresentação da orquestra sinfônica da cidade cancelada devido ao mau tempo na serra gaúcha. O cerimonial de inauguração restringiu-se ao interior do Palácio dos Festivais, onde autoridades e patrocinadores deram as boas-vindas ao público presente.

    O filme de abertura foi Flores Raras, de Bruno Barreto. Exibido fora de competição, a produção narra a história de amor da arquiteta carioca Lota de Macedo (Glória Pires) - responsável pela construção do Aterro do Flamengo - com a poetiza inglesa Elizabeth Bishop (Miranda Otto). Bem recebido pela crítica internacional em festivais como o de Berlim e Tribeca, o longa estreia nos cinemas brasileiros na próxima sexta-feira (16).

    "O público gaúcho é, reconhecidamente, o mais difícil para um filme brasileiro. Como Flores Raras é falado em inglês, espero que desta vez eles gostem", brincou Bruno Barreto ao chegar no Palácio dos Festivais. Bem-humorado, emendou: "O gaúcho é um povo diferente. Eles até já tentaram se separar do país".

    Homenagem

    Antes da exibição de Flores Raras, a atriz Glórias Pires foi homenageada pela carreira com o Troféu Oscarito. A láurea, entregue pelo casal de produtores Lucy e Luis Carlos e Barreto, é dedicada a atores e atrizes de destaque no cinema nacional.

    "Eu queria agradecer ao primeiro diretor que me dirigiu, Fábio Barreto, e também aos outros diretores que me fizeram caminhar por esse mundo de sonhos: Nelson Pereira dos Santos, Paulo Thiago, Francisco Ramalho Junior, Daniel Filho, Anna Muylaert e agora, Bruno Barreto. [...] Estou muito feliz e quero oferecer esse troféu a meu pai, Antônio Carlos", disse a atriz.

    Neste sábado, Gramado abre suas mostras competitivas de curtas e longas. Serão exibidos Pouco Mais de Um Mês, curta-metragem dirigido por André de Novais Oliveira, e os longas Puerta de Hierro, de Dieguillo Fernández e Víctor Laplace; e Éden, de Bruno Safadi, que inaugura a competição nacional.

    Éden e mais dois longas nacionais - entre os cinco em competição - já foram exibidos em outros festivais. Com apenas dois filmes inéditos, o tradicional festival demonstra estar tendo dificuldade em aliar relevância na seleção com ineditismo, mesmo com aumento de 42% no número de produções inscritas em relação ao ano passado, segundo revelou Rosa Helena Volk, Secretária de Turismo de Gramado e organizadora do evento.