cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Flopou em 2021: Veja o que fracassou da TV e do cinema este ano

    Nem toda produção consegue emplacar, seja para o público ou para a crítica...
    Por Da Redação
    29/12/2021 - Atualizado há 6 meses

    Com o aumento de plataformas de streamings no mundo inteiro, a disponibilidade de atrações para as telinhas e telonas nunca foi tão variada. 

    O problema é que, nem sempre, certos títulos e produções fazem um esperado sucesso, ou são bem recebidas pelo público e crítica. 

    Aqui, o Cineclick listou algumas das piores produções que estrearam em 2021, tanto no cinema como na televisão. Continue a leitura e veja o que realmente fracassou este ano!

    'Sexy Beasts'

    'Sexy Beasts'Divulgação

    Descrito como uma mistura entre Casamento às Cegas e The Masked Singer, a reality show da Netflix Sexy Beasts acompanha uma série de encontros às cegas em que uma única pessoa deve escolher entre três potenciais pretendentes.

    Até aí, tudo bem. Porém, a reviravolta é que todos os candidatos são transformados em animais e criaturas com ajuda de maquiagem pesada e efeitos especiais. O que era para ser uma aposta — pelo menos — curiosa da plataforma de streaming, não causou nem um pouco. 

    'A Máfia dos Tigres: A História de Doc Antle'

    Continuação de 'A Máfia dos Tigres'Divulgação

    Após o enorme sucesso de A Máfia dos Tigres, da Netflix, era previsível que a plataforma de streaming ainda tentaria capitalizar em cima da história bizarra de Exotic Joe.

    Este ano, a gigante do Tudum exibiu uma continuação da série documental intitulada A Máfia dos Tigres: A História de Doc Antle, desta fez, com foco em Bhagavan "Doc" Antle, dono do zoológico de grandes felinos que possui uma longa lista de acusações que vão de abuso sexual a queixas de violência. Mas sem burburinho algum, a crítica detonou a produção (e quase ninguém se deu ao trabalho de apertar o play)

    'Saindo do Armário com Colton Underwood'

    Coming Out Colton Reprodução

    Outra atração lançada pela Netflix este ano — e que também não decolou — foi o reality show Saindo do Armário com Colton Underwood

    Focado em Colton Underwood, que virou estrela nos Estados Unidos após ser o solteirão de uma temporada de The Bachelor — enquanto ainda fingia ser hétero —, a série documental mostra Underwood se encontrando com amigos e familiares durante o seu processo de saída do armário. 

    O que poderia ter sido uma série importante ou até inspiradora, porém, foi montada de forma extremamente superficial e sem graça. E parte desse fracasso deve ser creditado ao seu astro, cujo carisma é menor que o de uma porta. 

    'What Happened, Brittany Murphy?'

    What Happened, Brittany Murphy?Reprodução

    Uma das maiores jovens em ascensão dos anos 2000, Brittany Murphy teve sua carreira interrompida inesperadamente após um acidente doméstico. E em 2021, a HBO Max exibiu uma série documental em duas partes explorando o caso com depoimentos inéditos de seus amigos e familiares em What Happened, Brittany Murphy?

    Infelizmente, a produção pareceu uma tentativa superficial de capitalizar com o nome da atriz. Exploradora, não reveladora e até mal feita, a série documental simplesmente não fez jus ao selo HBO

    'Cooking with Paris'

    Cooking with ParisDivulgação

    O que parecia ser algo completamente divertido — assistir à socialite Paris Hilton mostrando os seus (desconhecidos) dotes na cozinha —, o reality Cooking with Paris, na verdade, se mostrou um grande prato sem sal. 

    Mesmo com a participação de celebridades como Kim Kardashian e Demi Lovato, o formato não trouxe nada de novo ao segmento de culinária com celebridades. Além disso, nem mesmo o "carisma" da herdeira dos Hilton convenceu. Que saudade da época em que a patricinha era apenas uma jovem moça no campo em The Simple Life... 

    'Esqueceram de Mim no Lar, Doce Lar'

    Esqueceram de mim no lar, doce larReprodução

    Um filme do Disney+ com intenção de revitalizar a franquia que transformou Macaulay Culkin em um astro, Esqueceram de Mim no Lar, Doce Lar foi visto como uma continuação "capenga e sem o menor carisma". 

    E mesmo com o enredo similar ao filme natalino dos anos 1990, a produção não teve o brilho do seu antecessor, passando batida — merecidamente. 

    'Music'

    MusicReprodução

    Estreia da cantora e compositora Sia na direção, Music foi facilmente um dos filmes mais detonados de 2021. Estrelado por Kate Hudson, a produção segue uma ex-traficante de drogas que se torna a guardiã legal de sua meia-irmã autista. 

    Além das críticas sobre a produção não ter utilizado atores autistas, o filme foi descrito como “inassistível e ofensivo” por fãs, críticos e  também pela Autistic Self Advocacy Network, organização sem fins lucrativos de defesa dirigida por e para indivíduos com autismo.

    'Amor Sem Medida'

    Amor Sem MedidaReprodução

    Amor Sem Medida, aposta nacional da Netflix, conta a história de Ivana (Juliana Paes) é uma bela advogada que se apaixona por Ricardo (Leandro Hassum). Apesar da conexão entre os dois, Ricardo é um homem baixo e o casal deve enfrentar a discriminação de outras pessoas e seus próprios preconceitos para viver esse amor.

    E apostando em um humor extremamente antiquado, o filme estrelado pelos globais se apropriou de estereótipos e puro preconceito para contar essa "história de amor". Para piorar a situação, até mesmo Peter Dinklage, o astro de Game of Thrones, apontou a produção como caricata e ofensiva. 

    Leia também