cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    George Lucas critica idéia de fazer filmes com atores mortos

    Por Da Redação
    17/05/2002

    George Lucas condena a idéia de se fazerem filmes com atores mortos através de tecnologia que pode simular ações e falas a partir de imagens gravadas.

    Um computador pode scanear milhares de imagens de atores, usando expressões e ângulos diferentes para compor novas cenas. Para Lucas, os espectadores não vão se interessar em ver realidades virtuais de astros mortos.

    "É algo que nós estamos tentando evitar que aconteça, apesar de ser impossível conter a tecnologia e as mudanças. Um computador pode duplicar Tom Hanks, por exemplo, e nós já usamos um pouco essa tecnologia para dublês e cenas difíceis".

    "Mas se você reviver Marilyn Monroe, o que você terá é uma caricatura. É possível fazer isso, mas nunca se obtém um ator perfeito. Atuar é uma qualidade humana e poderia uma reprodução fazer o trabalho?", indagou o diretor.

    A tecnologia digital já foi usada para fazer um ator morto aparecer nas telas. Quando o ator Oliver Reed (foto) morreu durante a filmagem do épico romano Gladiador (em que ele fazia Antonius Proximo), as cenas finais foram alteradas digitalmente para que ele aparecesse.