cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Gonzaga vence Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

    Filme venceu seis categorias, entre elas filme de ficção e diretor
    Por Gustavo Assumpção
    14/11/2013

    Aconteceu nesta noite de quinta-feira, 13 de novembro, a revelação dos vencedores do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, oferecido pela Academia Brasileira de Cinema. O grande vencedor da noite foi Gonzaga - De Pai Para Filho, de Breno Silveira, que foi premiado nas categorias Melhor Longa-metragem de Ficção, Direção, Ator, Ator Coadjuvante, Montagem e Som. 

    Outro destaque foi Febre Do Rato, que rendeu o prêmio de roteiro original para Hilton Lacerda e de melhor atriz coadjuvante para Ângela Leal. A decepção ficou por conta de Xingu. Indicado em 13 caregorias, venceu apenas uma: fotografia.

    Confira a lista completa dos vencedores:

    Melhor longa-metragem de ficção
    "Gonzaga - De Pai Para Filho", de Breno Silveira

    Melhor longa-metragem de ficção - voto do público
    "Febre do Rato", de Claudio Assis

    Melhor longa-metragem em documentário
    "Raul - O Início, o Fim e o Meio", de Walter Carvalho

    Melhor longa-metragem em documentário - voto do público
    "Raul - O Início, o Fim e o Meio", de Walter Carvalho

    Melhor longa-metragem infantil
    "Peixonauta - Agente Secreto da O.S.T.R.A", de Célia Catunda e Kiko Mistrorigo

    Melhor longa-metragem em animação
    "Brichos - A Floresta É Nossa", de Paulo Munhoz

    Melhor direção
    Breno Silveira, por "Gonzaga - De Pai Para Filho"

    Melhor atriz
    Dira Paes como Rosa por "À Beira do Caminho"

    Melhor ator
    Júlio Andrade como Gonzaguinha 35/40 anos por "Gonzaga - De Pai Para Filho"

    Melhor atriz coadjuvante
    Vencedoras:
    Ângela Leal como Dona Marieta por "Febre do Rato"
    Leandra Leal como Silvia por "Boca"

    Melhor ator coadjuvante
    Claudio Cavalcanti como Dr. Ismael por "Astro - Uma Fábula Urbana em um Rio de Janeiro Mágico"
    João Miguel como Miguelzinho por "Gonzaga - De Pai Para Filho"

    Melhor direção de fotografia
    Walter Carvalho por "Heleno"

    Melhor direção de arte
    Cassio Amarante por "Xingu"
    Daniel Flaksman por "Corações Sujos"
    Marlise Stochi por "Heleno"

    Melhor figurino
    Rita Murtinho por "Heleno"

    Melhor maquiagem
    Martín Marcías Trujillo, por "Heleno"

    Melhor efeito visual
    Carlos Faia, Gus Martinez e Xico de Deus, por "2 coelhos"

    Melhor roteiro original
    Hilton Lacerda, por "Febre do rato"

    Melhor roteiro adaptado
    David França Mendes, por "Corações sujos", adaptado da obra "Corações sujos", de Fernando Morais

    Melhor montagem de ficção
    Afonso Poyart, André Toledo e Lucas Gonzaga, por "2 coelhos"

    Melhor montagem de documentário
    Pablo Ribeiro, por "Raul - o início, o fim e o meio"

    Melhor som
    Alessandro Laroca, Armando Torres Jr.; Eduardo Virmond Lima, Renato Calaça e Valéria Ferro, por "Gonzaga de pai para filho"

    Melhor trilha sonora
    Paulo Jobim, por "A música segundo Tom Jobim"

    Melhor trilha sonora original
    André Abujamra e Marcio Nigro, por "2 coelhos"

    Melhor curta-metragem ficção
    "Laura", de Thiago Valente

    Melhor curta-metragem documentário
    "Elogio da graça", de Joel Pizzini

    Melhor curta metragem animação
    "Cabeça de papelão", de Quiá Rodrigues

    Melhor longa-metragem estrangeiro
    "Intocáveis" (França), de Olivier Nakache e Eric Toledano

    Melhor longa-metragem estrangeiro - voto do público
    "Intocáveis" (França), de Olivier Nakache e Eric Toledano