cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Gostou de Eu Me Importo? O filme Um Caso de Detetive é para você!

    A comédia dramática promete ser um bom equivalente ao enredo tragicômico de Eu Me Importo
    Por Da Redação
    01/03/2021 - Atualizado há 6 meses

    Em fevereiro, estreou na Netflix o filme Eu Me Importo (2020), mais um dos sucessos originais do streaming. No enredo tragicômico, somos apresentados a Marla Grayson (Rosamund Pike), uma renomada cuidadora de idosos que, apesar de manter uma fachada de boa moça, não pode ser considerada "bondosa", exatamente... 

    Na realidade, a protagonista não passa de uma golpista que tira vantagem de idosos ricos por meio do sistema legal dos EUA.

    Em resumo, depois de classificá-los como incapazes, encaminhando-os para um lar de idosos, Grayson revende e rouba seus bens. Até aí a história parece mais um filme de terror, mas a reviravolta humorística se dá quando Grayson aplica o golpe em Jennifer Peterson (Dianne Wiest) que parece a vítima perfeita - mas na verdade é bem o contrário disso.

    Para os fãs de humor ácido e reviravoltas mirabolantes, o longa dirigido e roteirizado por Jonathan Blake promete ser uma ótima pedida, mas não só por isso. Ele também traz atuações de peso: Rosamund Pike brilha na pele da protagonista inescrupulosa, tanto que a atriz levou o Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme de Comédia ou Musical pelo papel.

    Se esses foram os diferenciais que chamaram a sua atenção ao assistir Eu Me Importo, não deixe de adicionar um novo filme à lista: Um Caso de Detetive (2020). 

    Eu me importo | Trailer oficial

    Um Caso de Detetive: por que assistir

    O filme Um Caso de Detetive conta a história de Abe Applebaum (Adam Brody), que, quando criança, era um aspirante a detetive que conseguia solucionar todos os casos e mistérios que chegavam até ele. Não à toa, o menino virou uma espécie de celebridade na cidade onde mora, mas isso muda quando, ao não conseguir desvendar o desaparecimento de uma amiga de escola, ele entra em depressão. 

    Applebaum, então, se torna um detetive descrente e constantemente hostilizado pela comunidade. Mas as coisas parecem mudar quando uma mulher chamada Caroline (Sophie Nélisse) pede ajuda para encontrar o assassino do seu namorado.

    O longa não entrega tudo de uma vez, envolvendo o espectador em uma trama misteriosa enquanto desenvolve o protagonista com maestria. No caso, há uma tensão crescente conforme a narrativa se desenrola e ganha novas camadas, tornando difícil não ficar curioso para ver o fim.

    Por sinal, se você está acostumado a ver Adam Brody em papéis de dramas adolescentes, como Seth Cohen de The O.C., saiba que o ator mudou - para melhor. Brody entrega um personagem vulnerável e com uma autoestima baixa que é constantemente julgado pelas pessoas ao seu redor: os elementos perfeitos para conquistar o público. O seu desenvolvimento é nítido e sem dúvida um dos pontos altos do filme.

    A trama de mistério conta com uma boa dose de temas pesados que são amortecidos pelo humor ácido - reflexo direto do personagem principal. As transições entre as esferas da comédia e do drama são certeiras, não abrindo espaço para cortes abruptos ou momentos sem sentido.

    Um Caso de Detetive chegou ao Brasil em Janeiro direto para as plataformas online. Atualmente, ele está disponível para aluguel e compra nos streamings Apple TV, Google Play, Looke e NOW.

    Um caso de detetive | Trailer oficial

    As semelhanças de Eu Me Importo e Um Caso de Detetive

    Se há um ponto em comum que é inegável nas duas obras é o humor ácido. Em Eu Me Importo, ele está presente não só em diálogos como também na própria narrativa, que por vezes beira o absurdo. Já em Um Caso de Detetive, muito do tom sarcástico é parte do olhar do protagonista, que se prova uma pessoa extremamente amargurada e irônica. 

    Outro fator importante que os dois filmes trazem é a adição de cada vez mais camadas à narrativa. No caso do longa estrelado por Pike, a história parece chegar a um beco sem saída diversas vezes só para surpreender com uma nova reviravolta - como é o caso da chegada do personagem de Peter Dinklage

    Já em Um Caso de Detetive, três grandes pontos focais - a história do detetive, o mistério que ele não conseguiu resolver quando criança e o caso do assassinato do namorado de Caroline - vão ganhando forma e se mesclando em uma crescente, prendendo a atenção até o fim. 

    Pode ser polêmico, mas nos dois filmes você acaba se apegando ao protagonista. Enquanto Abe Applebaum é praticamente feito para conquistar o público - com sua autodepreciação e vontade de se provar -, Marla Grayson já é desde o início apresentada como uma pessoa inescrupulosa. No entanto, ao desenrolar a trama de Eu Me Importo, é possível criar um vínculo com a personagem de Pike, principalmente pela sua obstinação inabalável - característica que, de certa forma, ela compartilha com Applebaum.

    Um Caso de Detetive está disponível no YouTube e no Google Play Filmes.

    Você já assistiu alguma dessas indicações? O que achou? Conte para a gente nas rede sociais!