cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Gramado 2001: O sucesso de Débora Falabella

    Por Da Redação
    08/08/2001

    A jovem atriz Débora Falabella, a Cuca da novela Um Anjo Caiu do Céu, foi o grande destaque ontem à noite na mostra competitiva de curtas metragens, aqui no Festival de Gramado. Ela faz o personagem-título do curta mineiro Françoise (na foto), de Rafael Conde. O filme, em si, não chega ser um trabalho excepcional, e mostra um diálogo entre dois desconhecidos, nos frios bancos de uma rodoviária impessoal. Mas o trabalho de Débora, ao interpretar uma garota com problemas mentais, arrancou aplausos e conquistou a admiração do público. Pintou a primeira favorita ao troféu de melhor atriz nesta categoria.

    Os outros três curtas da noite de ontem também apresentaram qualidades. Seu Nenê, de Carlos Cortez, se utiliza de uma belíssima fotografia em preto e branco para documentar a trajetória da Escola de Samba Seu Nenê de Vila Matilde, considerada a mais antiga de São Paulo. Cortez segue fiel ao
    seu estilo sóbrio e tecnicamente apurado já demonstrado em seu documentário anterior, o premiado Geraldo Filme.

    Já o representante do Pará, As Mulheres Choradeiras, é uma ingênua comédia de humor negro. Dirigido por Jorane Castro, o filme mostra três carpideiras (mulheres pagas para chorar em funerais) que se tornam as principais suspeitas do desaparecimento de um defunto. Nada especial.

    Bem melhor é o curta Sinistro, do Distrito Federal, dirigido por René Sampaio. Bebendo na fonte de Tarantino, o filme entrelaça vários personagens que se encontram por acaso nas ruas de Brasília, e que têm os seus destinos mudados por causa de um violento acidente de automóvel. Um bom candidato à categoria de roteiro.