cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Gramado 2001: Urbanidade paulista divide opiniões

    Por Da Redação
    08/08/2001

    A linguagem criativa e inovadora de Urbania, segundo longa metragem brasileiro exibido na mostra competitiva do Festival de Gramado, dividiu opiniões na noite de ontem. Por um lado, muita gente saiu no meio da sessão. Por outro, ele foi um dos filmes mais aplaudidos até o momento. Esta divisão se justifica: misturando documentário e ficção, Urbania não é um filme fácil, muito menos convencional.

    Dirigida por Flávio Frederico, a história fala de um velho senhor(Turibio Ruiz) que retorna à cidade de São Paulo, após vários anos de ausência. Chegando à capital paulista, ele aos poucos percebe que tudo mudou, que nada mais está como era no seu tempo. Porém, o velho senhor conta com uma dificuldade a mais nesta sua descoberta: ele é cego. Quem lhe conta as novidades é seu displicente chofer, vivido por Adriano Stuart.

    Ao mesmo tempo em que narra a história destas tristes descobertas, o filme também documenta a situação atual de vários bairros decadentes da cidade, misturando depoimentos reais com atuações ficcionais. O resultado é perturbador, principalmente para quem mora em São Paulo. A decadência da cidade é cruel, entristecedora, e a condição de cegueira do personagem principal funciona como um enigmático simbolismo. O filme marca a estréia em longa metragem do diretor Flávio Frederico. Uma estréia mais do que promissora, por sinal.

    Para a exibição de hoje, todas as expectativas gaúchas se voltam para Netto Perde Sua Alma, de Tabajara Ruas e Beto Souza.
    Aguardado por aqui com muita ansiedade, o filme é um épico de três milhões de reais sobre a Revolução Farroupilha. Esta noite, todo chimarrão vai ser pouco...