cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    GRAMADO 2007: Diretor se silencia antes de Otávio e as Letras

    Por Da Redação
    17/08/2007

    O diretor Marcelo Masagão subiu ao palco do Palácio dos Festivais, no Festival de Cinema de Gramado, na noite de ontem (16) para apresentar seu longa-metragem Otávio e as Letras. Acompanhado do elenco e de parte da equipe de produção, Masagão não falou absolutamente nada antes da projeção, ao contrário dos outros convidados presentes no festival para apresentar seus trabalhos.

    A atitude do cineasta tem muito a ver com o trabalho que desenvolve no cinema. O cineasta, famoso pelo curta-metragem Nós Que Aqui Estamos por Vós Esperamos (1998), apresenta seu segundo longa-metragem de ficção no festival gaúcho. Otávio e as Letras ainda faz com que seu trabalho se aproxime muito mais da videoarte - moderna forma de expressão artística que utiliza técnicas em vídeo em peças de artes plásticas - do que do cinema em seu molde tradicionalmente concebido. Ao acompanhar a história de dois personagens solitários que transitam pelas ruas de São Paulo, Masagão é capaz de desenvolver belos planos, aproveitando muito bem toda a geografia urbana e particular da cidade de São Paulo. O diálogo que o filme trava com a trilha sonora de Wim Mertens - parceiro musical antigo do diretor - é interessante e é capaz de hipnotizar o espectador que consegue embarcar nessa "viagem", o que não foi o caso na noite de ontem no festival.

    A escolha deste longa na competição num festival como o de Gramado mostra a tentativa dos organizadores em aproximar a seleção mais à forma e conteúdo dos longas e menos no "culto às celebridades" que vinha envolvendo o evento nos últimos anos, tão criticado pelos que acompanham o calendário brasileiro de festivais. No entanto, Otávio e as Letras é um filme denso demais para o grande público, não somente em Gramado, mas no Brasil todo. O cinema de Masagão não tem uma narrativa muito bem definida, suas intenções são misteriosas à maioria do público e a economia de palavras no roteiro faz com que o filme seja dificilmente digerido. Resultado: a recepção do filme foi gelada pelo público, que saiu em sua maioria da sala antes do fim da projeção.