cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    No aniversário de 40 anos, conheça a história real de 'Christiane F.'

    O drama alemão de Uli Edel se tornou um dos mais impactantes dos anos 80
    Por Thamires Viana
    07/06/2022 - Atualizado há 30 dias

    Há 40 anos chegava aos cinemas brasileiros Eu, Christiane F. - 13 Anos, Drogada e Prostituída, drama alemão dirigido por Uli Edel que se tornou um dos mais impactantes da década.

    Estrelado pela atriz Natja Brunckhorst, o longa é baseado na história real de Christiane Felscherinow, uma jovem de apenas 13 anos que passou a se prostituir pelas ruas de Berlin, na Alemanha, para bancar o vício em heroína.

    O roteiro foi escrito a partir do livro autobiográfico Wir Kinder vom Bahnhof Zoo (1978), dos jornalistas Kai Herrmann e Horst Rieck em colaboração com a própria Christiane. 

    Para celebrar os 40 anos do lançamento de Eu, Christiane F. - 13 Anos, Drogada e Prostituída no Brasil, relembre a história real da jovem:

    Quem é Christiane F.?

    A jovem Christiane Felscherinow, alemã que inspirou o filme Eu, Christiane F., 13 Anos, Drogada e ProstituídaReprodução

    Christiane Vera Felscherinow nasceu em Hamburgo, na Alemanha, no dia 20 de maio de 1962. Aos 6 anos de idade, mudou-se para Berlim Ocidental com os pais e a irmã, e aos 12, quando a família foi morar no bairro de Groppiusstadt, Christiane iniciou seu envolvimento com drogas.

    Frequentando a Sound, conhecida como uma das melhores discotecas da Europa na época, a jovem de 13 anos começou a consumir haxixe e LSD, além de fazer uso constante de medicamentos como Valium e Mandrix. Em poucos meses, conheceu a heroína, uma nova droga que estava circulando pela cidade de Berlim. De acordo com as memórias escritas no livro, Christiane usou a droga pela primeira vez enquanto assistia a um show do astro da música David Bowie

    À medida em que se tornava ainda mais dependente da droga, a jovem com então 14 anos passou a se prostituir na Berlin Zoologischer Garten Railway Station, uma estação ferroviária localizada no centro da cidade que acabou se popularizando após sua passagem por lá. 

    No início, Christiane escolhia seus clientes, mas com a necessidade de usar cada mais heroína, ela passou a atender diversos homens entre 1976 e 1977. Neste último ano, a alemã foi presa após ser acusada de tráfico e consumo abusivo de drogas.

    Durante seu julgamento, ela conheceu os jornalistas Kai Hermann e Horst Hieck, que fizeram uma entrevista com a jovem após assistirem ao seu depoimento no tribunal. A dupla passou a se encontrar com Christiane por cerca de dois meses a fim de recolher memórias para o livro Christiane F. – Wir Kinder vom Bahnhof Zoo, best-seller lançado em vários países.

    Com o sucesso mundial, a jovem se declarou livre do vício em drogas, mas em 1983 acabou sendo presa novamente enquanto comprava heroína no apartamento de um traficante.

    Atualmente

    Christiane Vera FelscherinowReprodução

    Atualmente com 60 anos de idade, Christiane está livre das drogas e lançou um site oficial onde compartilha sua rotina com os seguidores. Ela também contribui com artigos para a revista Stern, a mesma publicação que apresentou sua história nos anos 70.

    Em 2016, juntamente à escritora Sonja Vokovic, escreveu o livro Christiane F. - A Vida Apesar de Tudo, no qual detalha os acontecimentos posteriores àqueles contados no primeiro livro, incluindo o retorno às drogas, a vida como mãe e o trabalho que faz na recuperação de outros dependentes químicos.

    Embora tenha se livrado da dependência em heroína, Christiane é portadora de hepatite C e de fibrose, o que lhe acarreta fortes dores ao longo dos últimos anos.

    O filme

    Cena do filme Eu, Christiane F., 13 Anos, Drogada e ProstituídaReprodução

    Com roteiro de Herman Weigel e direção assinada por Uli Edel, Eu, Christiane F. - 13 Anos, Drogada e Prostituída se tornou um dos filmes mais notáveis da década de 80. Aqui no Brasil, o drama chegou aos cinemas em 07 de julho de 1982 e chocou o público com cenas intensas de abuso de drogas.

    Christiane foi interpretada pela atriz Natja Brunckhorst e o elenco ainda trouxe nomes como Eberhard Auriga, Peggy Bussieck, Lothar Chamski, Uwe Diderich e participação especial do saudoso David Bowie.

    A trama acompanha o início do envolvimento da jovem com as drogas, passando pela período de prostituição e a perda de seus amigos que morreram devido ao vício.

    Veja também: