cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Isabelle Hupppet diz que evita zona de conforto e busca desafios

    Atriz está no Brasil divulgando dois longas do Festival Varilux de Cinema Francês
    Por Roberto Guerra
    16/04/2014
    Isabelle Huppert

    A atriz francesa Isabelle Huppert veio ao Brasil para divulgar dois filmes do Festival Varilux de Cinema Francês, que se encerrou nesta quarta-feira (16). Ela é protagonista de Um amor em Paris, com previsão de lançamento no Brasil durante a Copa do Mundo, e Uma Relação Delicada, que chega aos cinemas brasileiros e maio.

    Aos 61 anos e atuando ininterruptamente desde a década de 70, a atriz se acha com sorte por não lhe faltarem papéis interessantes ao longo da carreira. "Eu escapei disso. Não me deparei com a situação enfrentada por outras atrizes que reclamam a falta de bons papéis na maturidade", disse durante coletiva de imprensa realizada na tarde desta quarta-feira em São Paulo.

    A atriz fez questão de negar o rótulo de grande nome feminino do cinema francês do momento: "Não me considero a maior atriz francesa da atualidade. Há muitas outras grandes atrizes. Meu grande prazer é viajar, conhecer pessoas. Como agora, em que estive na Coreia, nas Filipinas e aqui no Brasil".

    Isabelle disse também considerar-se uma jovem em início de carreira que busca evitar a todo custo a zona de conforto, trabalhando com artistas e projetos que a desafiem. "Não temo o desconhecido. Procuro o desconforto, ainda mais no teatro." Em agosto, ela apresenta em Nova York, a peça The Maids (As Criadas), do dramaturgo francês Jean Genet, em que divide a cena com Cate Blanchett.

    No cinema, voltará a contracenar com Gérard Depardieu, com que não trabalhava desde Loulou (1980). Valley of Love será dirigido por Guillaume Nicloux, de A Religiosa, e as filmagens serão nos Estados Unidos.

    Questionada sobre os conselhos que daria a uma jovem atriz, Isabelle disse se achar uma jovem em início de carreira, por isso não muito boa com conselhos. "Acho que tem de ser o mais curioso possível, para viajar, conhecer pessoas, frequentar festivais, lugares que possibilitem encontros, onde possam haver trocas. Muitos projetos de cinema surgem desses encontros casuais".