cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    A trágica história de vida de Judy Garland

    Conheça os detalhes delicados da vida da icônica artista
    Por Thamires Viana
    29/01/2020 - Atualizado há 3 meses

    Judy: Muito Além do Arco-Iris, filme estrelado por Renée Zellweger, chegou aos cinemas em 2019 para contar a história real da vida de Judy Garland, atriz e cantora que marcou seu nome em Hollywood. Dirigido por Rupert Goold, o filme rendeu o Oscar de Melhor Atriz a Zellweger.

    Na trama, Judy aceita estrelar uma turnê em Londres, por mais que tal trabalho a mantenha afastada dos filhos menores, mas ao chegar ela enfrenta a solidão e os conhecidos problemas com álcool e remédios, compensando o que deu errado em sua vida pessoal com a dedicação no palco.

    Na vida real a atriz enfrentou diversos problemas desde à infância como abusos físicos e psicológicos, depressão, tentativas de suicídio e frustrações amorosas. 

    1 - FOME NO ESTÚDIO

    Judy Garland em O Magico de Oz

    Iniciando cedo sua carreira no cinema, Judy Garland estrelou seu primeiro filme aos 16 anos. Em O Mágico De Oz, clássico musical lançado em 1939, ela viveu Dorothy, uma garotinha que acompanhada de seu fiel cãozinho embarca para um mundo dos sonhos. No entanto, os traumas enfrentados pela atriz nos bastidores da MGM causaram diversos reflexos em sua vida adulta. 

    Louis B. Mayer, chefe do estúdio, se preocupava com o peso da atriz e restringia sua alimentação. Fontes afirmam que a comida era tirada de Judy e comprimidos para inibir o apetite eram obrigatoriamente consumidos por ela. Charles Waters, um diretor que mais tarde trabalhou com Judy, afirmou que os efeitos desse tratamento deixaram marcas irrecuperáveis na atriz. 

    2 - ASSÉDIO EM HOLLYWOOD

    Judy Garland

    Gerald Clarke, autor da biografia de Judy, revelou que a estrela foi vítima de assédio sexual no estúdio da MGM durante as gravações de O Mágico De Oz. Desde os 16 anos ela recebia propostas para sexo dos executivos da empresa.

    Um dos abusos partiu de Louis B. Mayer que elogiou sua voz colocando a mão em seu peito esquerdo sob o pretexto de tocar em seu coração. "Muitas vezes pensei que tive sorte por não ter cantado com outra parte da minha anatomia", disse ela. 

    Outro caso aconteceu nos bastidores do longa. Sid Luft, que foi casado com a atriz de 1952 até 1965, revelou em um livro que os atores que interpretavam os Munchkins no filme fizeram da vida de Judy um verdadeiro inferno. "Eles colocavam as mãos debaixo do vestido dela... os homens tinham 40 anos ou mais", afirmou.

    3 - FORÇADA A FAZER UM ABORTO

    Judy Garland

    Judy teve três filhos - Liza, Lorna e Joey - mas segundo à Vanity Fair, sua primeira gravidez foi interrompida quando ela tinha apenas 19 anos. A mãe de Garland e a MGM providenciaram para que o procedimento fosse realizado em silêncio. O estúdio não queria arruinar a imagem de sua estrela infantil. 

    O segundo aborto aconteceu em 1951. Sid Luft, que até então era namorado de Judy, pediu que ela fizesse o procedimento quando engravidou dele. Eles se casaram anos mais tarde, no entanto, a gravidez aconteceu enquanto Luft ainda era casado com outra mulher.

    4 - MÚLTIPLAS TENTATIVAS DE SUICÍDIO E TRATAMENTOS PSIQUIÁTRICOS

    Judy Garland em O Magico de Oz

    Judy apresentava sinais de transtorno bipolar, além de ter episódios frequentes de colapsos nervosos. De acordo com seu obituário no The New York Times, a atriz esteve em tratamento psiquiátrico desde os seus 18 anos, incluindo terapia por eletrochoque e psicanálise. Além disso, o histórico familiar da atriz apresentava casos de suicídio. Uma de suas tias tirou a própria vida e sua irmã mais velha morreu de overdose de barbitúricos. 

    A estrela tentou suicídio mais de 20 vezes, de acordo com seu ex-marido Sid Luft. Depois de ser demitida da MGM em 1950, a cantora tentou tirar a própria vida duas vezes. Pouco tempo depois, já casada com Luft, Garland cortou a garganta, além de cortar os pulsos e ingerir grandes quantidades de medicamentos.

    Morte

    Judy faleceu no dia 22 de junho de 1969 devido a uma overdose acidental de barbitúricos. Na época de sua morte, ela estava casada com Mickey Deans, seu quinto marido, e deixou três filhos: Liza Minnelli, Lorna Luft Joey Luft

    (Fonte: The List)

    Confira o trailer oficial de Judy: Muito Além do Arco-Íris:

    Veja também: