cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    King Kong vs Godzilla: tudo sobre a releitura do duelo de 1962

    O novo filme do confronto de monstros está previsto para ser lançado em 2021
    Por Da Redação
    30/11/2020 - Atualizado há 6 meses

    Os fãs de monstros gigantes vão ter um prato cheio em 2021 com Godzilla Vs. Kong. Porém, não é só o tamanho das criaturas que vai fazer a tela tremer com a briga. Eles são verdadeiros ícones da cultura pop, com uma história riquíssima e longeva. 

    Venha conosco para mergulhar a fundo nas identidades e trajetórias da dupla:

    Origem 

    O gorilão é mais velho do que o lagarto atômico. Ele surgiu em 1933, no clássico King Kong. O longa é extremamente cultuado e respeitado até hoje, principalmente pela sua técnica cinematográfica de animação em stop-motion - recurso para criar movimento com objetos, como construções de massa, por exemplo. Não à toa, Peter Jackson (O Senhor Dos Anéis) praticamente fez um remake com ferramentas modernas na versão de 2005. 

    A premissa básica do personagem envolve uma expedição de norte-americanos até a sua ilha misteriosa. Ele é levado pelos humanos até Nova York para ser uma atração de entretenimento, mas tudo foge do controle e o gorila gigante escapa pela cidade. Não há como não lembrar da clássica cena dele pendurado no Empire State.

    Já Godzilla veio ao mundo em 1954, pelas mãos do japonês Ishirô Honda. O personagem serviu como metáfora para os perigos do armamento nuclear, por ser resultado de um teste mal-sucedido. Depois disso, ele vira uma ameaça a Tóquio e ao Japão. 

    Apesar do teor crítico e sério do primeiro longa, o lagarto rapidamente se tornou um dos pioneiros das produções tokusatsu, caracterizadas pelos efeitos especiais. Com isso, ele partiu para uma linha de aparições mais voltadas para a diversão, o que explica o seu rápido encontro com Kong. 

    Primeiro duelo

    Em 1962, King Kong vs. Godzilla marcou o grande encontro das criaturas. O filme pode ser considerado praticamente uma coprodução Estados Unidos e Japão, pois a versão lançanda no território norte-americano em 1963 continha cenas extras (via Hollywood Reporter). 

    Na trama, como de costume, os humanos causam a briga entre os titãs a fim de publicidade. O embate causou polêmica entre os fãs, pois no final ambos caem no oceano, mas a produtora Toho declarou que Kong foi o vencedor (via Screen Rant). 

    Cena de King Kong vs. Godzilla

    Por coincidência, o filme foi a terceira aparição nas telas de ambos os monstros: além do clássico de 1933, Kong havia dado as caras em O Filho de King Kong, do mesmo ano; já o lagarto protagonizou a sua primeira sequência em 1955. 

    Universo compartilhado 

    Após o encontro dos titãs, eles não se viram mais por muito tempo, mas voltaram a aparecer em outros longas. No caso do gorila, o mais conhecido foi a refilmagem de 1976 com Jeff Bridges (Kingsman: O Círculo Dourado). Quanto ao Rei dos Monstros, há o (impopular) reboot de 1998, com Matthew Broderick (Curtindo A Vida Adoidado), em que o monstro chega até a voar.

    Em 2014, com a onda Marvel de universos compartilhados, a Warner e a Legendary trouxeram o lagarto novamente às telas em Godzilla. Nesta história, ele é totalmente uma criatura do bem, que só surge para enfrentar outros gigantes assassinos. Por isso, em Godzilla 2 - O Rei Dos Monstros, de 2019, há vários "vilões" maiores, como o dragão de três cabeças Ghidorah. 

    Esta última sequência menciona abertamente a Ilha da Caveira, lar do gorila, mas em 2017 ele também ganhou a sua nova versão: Kong: A Ilha Caveira. O filme foi o primeiro a dar indícios de que Godzilla Vs. Kong aconteceria e traz uma cena pós-créditos com uma foto do lagartão.