cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Lançamento em DVD da cinebiografia de Lula será boicotado

    Por Da Redação
    05/03/2010

    A rede de locadoras 100% Vídeo, que possui mais de 80 lojas em todo o Brasil, comunicou que não irá adquirir cópias do filme Lula: O Filho do Brasil. Ela é apoiada pelo Sindicato das Empresas Videolocadoras do Estado de São Paulo (Sindemvideo) que emitiu nesta quarta-feira (3/3) um comunicado, no qual solicita que as videolocadoras não adquiram o filme sobre a trajetória de vida de Lula, pois acredita que o protagonista, mesmo sem perceber, acabou incentivando o consumo de produtos falsificados.

    Em 2005, o presidente do Brasil Luís Inácio Lula da Silva assistiu ao filme 2 Filhos de Francisco - A História de Zezé Di Camargo e Luciano em cópia pirata de DVD, em seu avião particular. O fato foi constatado pela Sony Pictures, empresa responsável pela distribuição do longa de Zezé Di Camargo e Luciano, e admitido pela presidência. Em entrevista coletiva, Lula se desculpou e anunciou que iria punir os responsáveis, porém nada foi feito, o que passou a imagem que consumir produtos ilegais é "legal" e não há punição.

    Já em 2009 foi produzido o filme Lula: O Filho do Brasil, cinebiografia do presidente, e o mesmo solicitou ao diretor do longa-metragem, Fábio Barreto, uma cópia para assistir em seu trajeto para Lisboa, em tom de brincadeira. Mesmo assim, a "brincadeira" só intensificou a ideia de que a maior autoridade de nosso país é a favor da pirataria.

    Desde o ocorrido, em 2005, rolou na internet um e-mail entre as videolocadoras para boicotarem a produção, uma atitude que seria uma resposta às atitudes de Lula. O e-mail culminou no comunicado emitido pelo sindicato e na postura de uma das maiores redes de videolocadoras do Brasil.

    De acordo com o site LaboratorioPop , o filme não foi um sucesso de bilheterias no cinema, porém, com o lançamento em DVD, seria uma segunda chance. "Comercialmente, a decisão nos afeta, claro. Mas, mesmo sofrendo uma perda, precisamos reiterar nossa posição. A 100% Vídeo não apoia a pirataria. Os clientes da 100% Vídeo também não consomem pirataria", disse Renato Zaglia, gerente de contéudo da 100% Vídeo, ao site.


    Leia abaixo a íntegra do comunicado do Sindicado das Empresas Videolocadoras:

    São Paulo, 03 de março de 2010.

    SIN 0232010

    Prezado Associado e Proprietário de Videolocadora,

    O SINDEMVIDEO através deste comunicado vem reiterar sua posição referente ao filme “Lula o Filho do Brasil”, para que as videolocadoras NÃO adquiram este produto visto que o protagonista, na vida real, mesmo que sem perceber a gravidade de suas palavras acabou incentivando o consumo de produtos falsificados (piratas).

    Esta postura para não aquisicão deste produto deveria ser seguida em todo o territorio nacional. Então solicitamos a todos os Proprietários de videolocadora que tiverem acesso a este comunicado a gentileza de divulgar esta informação para o maior numero possível.

    Acreditamos que se houver um comprometimento das locadoras em aderirem a esta decisão vamos conseguir uma união solida e jamais vista em nosso mercado, provando a todos que somos empresarios e temos que ser respeitados.


    SINDEMVIDEO