cineclick-logo
    botão de fechar menu do cineclick
  • FILMES
  • NOTÍCIAS
  • CRÍTICAS
  • LISTAS
  • GAMES
  • © 2010-2021 cineclick.com.br - Todos os direitos reservados

    Lendas da internet inspiram série de terror bombástica no Prime Video

    Só para os corajosos: conheça as creepypastas que inspiraram Channel Zero, a perturbadora série de terror do Prime Video
    Por Da Redação
    20/04/2021 - Atualizado há 29 dias

    Assim como a aclamada American Horror Story, Channel Zero é uma série antológica, o que significa que cada temporada tem história própria e completa. Criado por Nick Antosca, roteirista de grandes produções como The Act, Hannibal e Teen Wolf, o seriado foi lançado em 2016 e permaneceu no ar até o final de 2018.

    Apesar do pouco tempo de duração na televisão, a série acabou consolidando uma base de fãs fiéis em meio ao público cult e isso se deve principalmente ao fato de cada temporada da série ser baseada em uma creepypasta (espécie de "lenda urbana" cibernética). Existem até mesmo campanhas na internet para que o projeto seja trazido de volta às telas em alguma plataforma de streaming.

    Para que você conheça melhor o formato de Channel Zero, no post de hoje, mostraremos quais são as creepypastas por trás de cada temporada do seriado e por que a série é uma excelente pedida se você ama terror!

    Pôster divulgação Channel Zero Temporada 1Reprodução

    Temporada 1. Candle Cove

    A primeira temporada de Channel Zero veio para mostrar que os produtores levaram a sério essa coisa de trazer as histórias perturbadoras do universo dos fóruns da internet para o formato audiovisual.

    Candle Cove é uma das creepypastas mais famosas da atualidade e se assemelha a um fato que ocorreu no Brasil relacionado ao atentado de 11 de setembro de 2001. Muitas pessoas afirmam que, à época, estavam assistindo Dragon Ball Z quando a exibição do desenho foi interrompida durante os ataques terroristas, mas a realidade é que naquele dia o programa sequer estava passando na televisão.

    A história de Candle Cove é parecida porque trata de um grupo de pessoas que afirmam se lembrar de, na infância, assistir a uma série infantil bizarra em uma emissora estranha. Essas pessoas até chegam a discutir sobre o programa, no entanto, logo acabam descobrindo que não existe nenhum registro a respeito da existência dessa produção misteriosa.

    No enredo da primeira temporada de Channel Zero, temos Mike Painter, um psicólogo que lida com o trauma do desaparecimento de seu irmão. Na trama, Mike começa a perceber, aos poucos, que o desaparecimento pode estar diretamente ligado ao programa Candle Cove, ao qual só ele se lembra de ter assistido.

    O primeiro ano da série explora um terror psicológico a respeito de como as memórias podem nos enganar e nos aprisionar, além de contar com diversos elementos sobrenaturais. 

    Paul Schneider, conhecido por atuar na cômica Parks & Recreation, interpreta o psicólogo Mike Painter. Já a atriz Fiona Shaw, famosa por seus papéis em Killing Eve e Harry Potter, interpreta a mãe de Mike.

    Continua após o anúncio
    Pôster divulgação Channel ZeroReprodução

    Temporada 2. The No-End House

    Assim como em American Horror Story, o rumo de Channel Zero muda completamente na segunda temporada. Dessa vez, é a creepypasta The No-End House que é adaptada para a televisão.

    A lenda da internet fala sobre a “Casa Sem Fim”, na qual quem ousa entrar se compromete com o desafio de encontrar a saída e, caso a encontre, ganha um prêmio de US$ 500. Contudo, obviamente, todas as pessoas que tentaram explorar esse território macabro acabaram se perdendo - geográfica e psicologicamente.

    Essa proposta é muito bem explorada na segunda temporada de Channel Zero, ao contar a história de um grupo de amigos que decide tentar vencer o desafio da Casa Sem Fim. Eles entram na residência bizarra acreditando que vão se deparar com uma espécie de parque de atrações turísticas, mas logo percebem que há algo sinistro acontecendo ali. 

    No decorrer dos seis episódios, a série desconstrói o conceito de “casa assombrada” e entra fundo na mente do elenco, explorando seus maiores medos e a morbidade de se perder neles.

    Alguns nomes conhecidos integraram a segunda temporada de Channel Zero, como Jeff Ward, de Agentes da S.H.I.E.L.D, Aisha Dee, de Sweet/Vicious e The Bold Type e Amy Forsyth, de We Summon the Darkness e Parque do Inferno.

    Divulgação Channel ZeroReprodução

    Temporada 3. Butcher’s Block

    O terceiro ano de Channel Zero foi considerado o mais experimental da série, pois somente se baseou em uma creepypasta, em vez de adaptar a história com minuciosidade. A temporada é baseada no conceito de “Search and Rescue”, uma série de publicações que exploram histórias de pessoas que desaparecem misteriosamente, mas acabam deixando algumas pistas emblemáticas para trás.

    No desenvolvimento de Butcher’s Block, temos a história de uma mulher idealista e sonhadora que dedica o seu tempo a tornar o mundo um lugar mais positivo, sempre ajudando pessoas necessitadas –  e isso inclui a sua irmã mais velha, diagnosticada como esquizofrênica. 

    A história começa quando ambas se mudam para uma cidadezinha na qual estranhos desaparecimentos ocorrem com frequência. Tudo começa a fazer sentido quando as irmãs percebem que há um bizarro segredo por trás dos sumiços, que envolvem diversos moradores da região.

    Butcher’s Block foi considerada a melhor temporada de Channel Zero, para a crítica, e, de fato, é um ótimo exemplo de como o produtor Nick Antosca é capaz de abordar conceitos externos e transformá-los em ideias originais. 

    A temporada conta com artistas interessantes, como Holland Roden, de Teen Wolf, Olivia Luccardi, de Jogo do Dinheiro e The Deuce, Rutgen Hauer, o famoso caçador de androides de Blade Runner, e Krisha Fairchild, de The Act.

    Continua após o anúncio
    Pôster divulgação Channel ZeroReprodução

    Temporada 4. The Dream Door

    The Dream Door foi a última temporada de Channel Zero exibida pelo SyFy. Neste ano, a série voltou a adaptar uma creepypasta de forma mais impactante e acessível para o público.

    A história gira em torno de um casal que acaba de se mudar para uma nova casa e descobre que, em um dos quartos, há uma misteriosa porta cheia de símbolos ligados ao ocultismo. Assim que o casal abre a porta, uma bizarra e violenta criatura humanoide é liberada, se voltando contra eles e fugindo desesperadamente.

    A grande premissa de The Dream Door é que o enredo não foca apenas nos elementos de horror, mas acaba se voltando bastante para o conturbado relacionamento do casal, no qual ambos escondem segredos profundos um do outro. Ao abrir a porta, eles não liberam somente um monstro assustador, mas trazem à tona, também, todos os mistérios dessa relação.

    Por isso, o quarto ano da série aborda muito bem o terror psicológico em torno dos segredos conjugais, utilizando uma pegada sobrenatural como ponto de partida, o que proporciona um tom obscuro à narrativa. Nesta temporada, temos alguns nomes conhecidos no elenco, como Maria Stein, de Monstro do Pântano e Brandon Scott, de This is Us.

    Atualmente, a Amazon Prime Video possui os direitos de exibição de Channel Zero no Brasil. Você pode assistir às três primeiras temporadas no serviço de streaming. Cada temporada conta com 6 episódios, cada um tendo em média 43 minutos de duração.

    Você curte histórias de terror populares na internet? Qual creepypasta gostaria que servisse de inspiração para uma nova temporada de Channel Zero, caso a série fosse retomada por alguma plataforma de streaming? Comente a sua opinião em nossas redes sociais!

    Conteúdo Relacionado